Metaverso: como lucrar R$ 30 mil/mês com a aposta de Neymar e Madonna

Além de atrair celebridades, o Metaverso surge como a “nova internet” e busca, com urgência, profissionais qualificados, oferecendo salários anuais que chegam aos seis dígitos
Neymar: o jogador apostou quase R$ 6 milhões na compra de dois NFTs da famosa coleção Bored Ape Yacht Club (BAYC) (Divulgação/Lucas Figueiredo / CBF)
Neymar: o jogador apostou quase R$ 6 milhões na compra de dois NFTs da famosa coleção Bored Ape Yacht Club (BAYC) (Divulgação/Lucas Figueiredo / CBF)
Por Da RedaçãoPublicado em 01/04/2022 13:36 | Última atualização em 05/05/2022 18:15Tempo de Leitura: 6 min de leitura

Citados em diversos sites de notícias e redes sociais, os Bored Apes ganharam mais mídia que algumas celebridades. As imagens de “macacos entediados” também conquistaram os famosos. Neymar, Madonna, Justin Bieber e Eminem são alguns dos nomes que desembolsaram alguns milhões de reais para adquirir os macacos.

"Finalmente entrei no metaverso... minha própria Ape! Como eu deveria chamá-la?", publicou a diva pop após adquirir seu Ape por R$ 2,6 milhões.

Já o astro da música Justin Bieber comprou o NFT de “macaco entediado” por quase R$ 7 milhões.

 

(BAYC/OpenSea/Reprodução)

Não foram apenas celebridades internacionais entrando para o metaverso. O jogador Neymar apostou quase R$ 6 milhões na compra de dois NFTs da famosa coleção Bored Ape Yacht Club (BAYC). “Sou um macaco!", publicou o craque nas redes sociais, junto com a imagem de um dos NFTs.

Descubra por que celebridades mundiais estão investindo no Metaverso e o quanto este novo universo pode ser lucrativo. Participe de masterclass gratuita agora mesmo

Mas, afinal, o que são os Bored Apes

A Bored Ape Yacht Club (BAYC) é uma coleção de tokens não fungíveis (NFTs) no blockchain Ethereum. Uma das coleções mais populares, desejadas e caras do universo dos NFTs, os Bored Apes são desenhos de macacos entediados gerados por um algoritmo de randomização.

Cada NFT combina características únicas de cores, roupas e acessórios, gerando alguns tokens mais comuns e outros mais raros (e caros). Existem 10 mil NFTs na coleção, e as diferentes combinações determinam também quais os tokens mais raros e, consequentemente, mais caros.

Quando lançados, em abril de 2021, os NFTs da BAYC custavam 0,08 ETH, ou cerca de US$ 200 na cotação da época. Atualmente, os tokens mais baratos desta coleção não saem por menos de 114 ETH, o equivalente a quase US$ 310 mil (R$ 1,65 milhão).

Entenda como é possível entrar para o Metaverso e lucrar com os NFTs sem precisar desembolsar milhões de reais como as celebridades

Mais do que a arte com os macacos, os tokens não fungíveis desta coleção oferecem a seus proprietários um tipo de símbolo de status, além de uma série de benefícios. Além de acesso a um seleto grupo que inclui milionários, bilionários, famosos e altos executivos de grandes corporações, que se reúnem em canais no Discord, os donos dos tokens também têm acesso a camarotes em baladas de Las Vegas, festas em Nova York, eventos pelo mundo e muito mais.

NFTs e metaverso não são só para milionários e celebridades, e podem gerar remuneração de até R$ 30 mil 

Apesar dos valores exorbitantes, engane-se quem pensa que os NFTs são apenas para celebridades e milionários. Pelo contrário, a nova tecnologia que está dentro do Metaverso é uma oportunidade para quem busca alcançar grandes lucros e você entenderá como isso é possível a seguir.

O tão mencionado Metaverso é um novo formato de plataforma que serve para criação de aplicativos e ferramentas de interação social. É um ambiente virtual que simula o mundo real, onde as pessoas são representadas por seus avatares. Basicamente, é o futuro das redes sociais, além de também ser chamado por alguns especialistas de internet imersiva, que seria algo como uma nova era da internet.

Apesar de parecer um conceito novo, a palavra "metaverse" foi usada pela primeira vez no romance de ficção científica Snow Crash, em 1992, e significa uma realidade paralela que pode ser acessada por meio de um dispositivo. É a ligação entre o mundo real e a realidade virtual (como é o caso dos NFTs de macacos entediados). Mas porque existe tanta expectativa sobre o Metaverso?

Quando a internet surgiu na metade do século 20, ninguém acreditava que ela se tornaria o que é hoje, nem que o mundo todo viveria em função dela. Desde então, surgiram diversos serviços, empresas, negócios e produtos a partir da internet. Afinal, ninguém imaginava pedir comida ou carro por aplicativo há algumas décadas.

Com o Metaverso é mais ou menos a mesma coisa. É uma nova tecnologia que surge para criar um novo universo digital. A tendência é que a partir da popularização do Metaverso surjam diversos aplicativos oferecendo serviços que nem imaginávamos precisar, mas que vamos usar com frequência. Os próprios NFTs são exemplos disso, já que eles não existiam antes de tecnologias como Metaverso e Blockchain.

Também é provável que surjam empresas e novos modelos de negócios. Não à toa, gigantes como Facebook, Nike, Adidas e Microsoft já garantiram o seu lugar no Metaverso para desenvolver novos serviços e produtos.

Acontece que para que essas empresas consigam ganhar espaço e lançar novidades nesse ambiente virtual é preciso profissionais que entendam sobre o Metaverso e saibam tirar o melhor dele. Como é uma tecnologia extremamente nova, as empresas não conseguem encontrar profissionais qualificados para essa função, porque, na verdade, eles quase não existem.

Seja um profissional do futuro e lucre com a nova tecnologia do Metaverso e NFTs

Como se tornar o profissional de Metaverso buscado pelas empresas

Mas, afinal, como se tornar um especialista em Metaverso?

Olhando para a alta demanda do mercado por esses profissionais e para as diversas oportunidades, a Exame produziu a masterclass gratuita Oportunidades no Metaverso. O conteúdo, que está programado para acontecer totalmente online e gratuito no dia 12 de maio, às 19h30, vai mostrar como sair na frente e ser um dos primeiros a ocupar o espaço na nova fronteira da internet.

Produzida pelos especialistas Fernando Miranda, CMO de marketing da Exame, e Flávio Tavares, CEO estratégico da Welcome Tomorrow e founder e CEO da Upper ADucation, a masterclass apresenta inúmeras oportunidades potencialmente lucrativas que têm surgido no metaverso e o caminho certo para aproveitá-las. 

Quero participar da masterclass gratuita Oportunidades do Metaverso

Conheça os especialistas

Fernando Miranda: Chief Marketing Officer (CMO) da Exame, maior canal de economia, negócios, finanças e carreira do país. Miranda possui mais de duas décadas de experiência em vendas e marketing, com passagens pelo Banco do Brasil e pelo Infomoney, da XP, onde foi responsável por implementar o novo modelo de monetização.

Flávio Tavare:s fundador e CEO estratégico da Welcome Tomorrow e founder e CEO da Upper ADucation. Tavares esteve por 10 anos à frente do departamento de marketing de uma das mais relevantes empresas de tecnologia da América Latinal. 

Para participar da masterclass Oportunidades no Metaverso, acesse a página AQUI ou clicando no botão abaixo: 

QUERO PARTICIPAR DA MASTERCLASS E ENTENDER AS OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS NO NOVO AMBIENTE DIGITAL