Future of Money

Gucci anuncia parceria com Bored Ape Yacht Club em nova aposta na tendência "figital"

Marca de luxo ainda não revelou planos, mas pretende “derrubar as fronteiras entre o físico e o digital” em nova parceria com NFTs famosos

Metaverso e NFTs são aposta da Gucci para 2023 (Getty Images/Reprodução)

Metaverso e NFTs são aposta da Gucci para 2023 (Getty Images/Reprodução)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 27 de março de 2023 às 16h44.

Última atualização em 27 de março de 2023 às 16h48.

A Gucci anunciou nesta segunda-feira, 27, uma nova parceria com a Yuga Labs, empresa por trás dos NFTs da Bored Ape Yacht Club, uma das coleções mais valiosas da atualidade. A marca de luxo poderá adotar as estampas de “macacos entediados” em novos projetos, ainda não divulgados. A intenção é “derrubar as fronteiras entre o físico e digital”, segundo o anúncio.

“Continuando a explorar o metaverso, a Maison se juntou a Yuga Labs. Fique ligado enquanto desenvolvemos uma nova narrativa, confundindo as fronteiras entre o físico e digital”, publicou a marca de luxo em sua conta oficial no Twitter nesta segunda-feira, 27.

Mencionando as barreiras entre o físico e o digital, a Gucci sinaliza uma nova aposta na tendência “figital”, que mistura físicos e digitais, como os tokens não fungíveis (NFTs).

Isso significa que os próximos projetos da Gucci envolvendo a tecnologia blockchain podem incluir peças com suas respectivas versões digitais em NFT, certificados de autenticidade registrados em blockchain, entre outras possibilidades.

No Bloco a Bloco, quadro de entrevistas do Future of Money no YouTube, Bianca Torquato e Lorenza Sabatini explicaram como a tendência figital pode influenciar o futuro de grandes marcas da moda. Elas são responsáveis pela Vex, startup brasileira que cria roupas digitais na forma de NFTs:

yt thumbnail

Recentemente, outras marcas de luxo apostaram nos NFTs e no metaverso para promover experiências imersivas a seus clientes. A própria Gucci chegou a abrir uma loja no metaverso para comercializar NFTs próprios no início de 2022.

Em agosto do mesmo ano, a Gucci passou a aceitar pagamentos em ApeCoin, a criptomoeda oficial da Bored Ape Yacht Club. Com a parceria, espera-se que as iniciativas da marca de luxo incluam ações no metaverso próprio da Yuga Labs, o Otherside, cujo lançamento chegou a congestionar a Ethereum, segundo maior blockchain do mundo, em 2022.

Responsável por uma das coleções de NFTs mais valiosas do mundo, a Yuga Labs transformou os “macacos entediados” de sua coleção de NFTs em um verdadeiro fenômeno que pode invadir o mundo fashion. Outra coleção adquirida pela empresa, os CryptoPunks já estrelaram pingentes de pedras preciosas da marca Tiffany em 2022.

Para além da busca pela adoção em massa, as empresas por trás de coleções de NFTs enfrentam o desafio de sobrevivência após um ano de “inverno cripto” em 2022 que ainda não chegou oficialmente ao fim, segundo especialistas.

Com a queda na cotação dos principais criptoativos, os NFTs perderam valor e o interesse conquistados em 2021. Agora, empresas como a Yuga Labs buscam novas formas de receita a partir dos famigerados tokens não fungíveis, que dividem opiniões entre a população mundial.

Aproveite todas as possibilidades do mundo cripto. A Mynt ajuda você a explorar o melhor do mercado com segurança e diversidade de criptomoedas. Clique aqui para abrir sua conta.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | TikTok

Acompanhe tudo sobre:NFTMetaversoGucci

Mais de Future of Money

Lei de Inovação Financeira e Tecnologia para o Século 21: o que é e quais os impactos?

A revolução dos ativos digitais: uma análise das recentes mudanças no mercado de criptomoedas

Gigantes de Wall Street "financiam a poluição do bitcoin", diz Greenpeace

Projeto de lei para eliminar banco central nos EUA foi inspirado no bitcoin

Mais na Exame