Future of Money

Grandes gestoras do mercado da China planejam lançar ETFs de bitcoin

Gigantes do mercado chinês pretendem lançar fundos de preço à vista da criptomoeda no mercado de Hong Kong, com maior abertura para o setor cripto

ETFs de bitcoin foram aprovados nos EUA em 2024 (Reprodução/Reprodução)

ETFs de bitcoin foram aprovados nos EUA em 2024 (Reprodução/Reprodução)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 9 de abril de 2024 às 17h44.

Ao menos três grandes gestoras de ativos da China pretendem lançar fundos negociados em bolsa (ETFs, na sigla em inglês) de preço à vista de bitcoin até o final do ano. Como o mercado chinês é mais restrito para investimentos em criptomoedas, os fundos deverão ser lançados no mercado de Hong Kong, que aumentou sua abertura para o segmento.

As informações sobre os planos das gestoras foram reveladas pelo jornal Securities Times, dedicado à cobertura do mercado financeiro na China. Segundo a publicação, as gestoras Harvest Fund, China Southern Fund e China Asset Management estão interessadas em lançar um produto de investimento na maior criptomoeda do mundo.

As três gestoras pretendem lançar os fundos por meio das suas subsidiárias em Hong Kong, com um envio de pedidos para os reguladores locais até o final do segundo trimestre deste ano. A China Asset Management já está em contato com um possível custodiante de bitcoins para o ETF.

A Comissão de Valores Mobiliários e Futuros de Hong Kong afirmou em 22 de dezembro de 2023 que estava "pronta" para receber e analisar solicitações de lançamento de ETFs da criptomoeda. Desde então, ela teria recebido "múltiplas" solicitações, segundo o Securities Times.

Em nota, o regulador informou que, junto com a Autoridade Monetário de Hong Kong, revisou a sua política em torno de intermediários financeiros, permitindo agora que ele regule atividades ligadas a ativos virtuais. Com isso, ele poderá avaliar propostas de ETFs de cripto.

No momento, Hong Kong já conta com ETFs de preços futuros de criptomoedas, mas agora o regulador diz que está "preparado para aceitar solicitações de autorização para outros fundos com exposição a ativos virtuais, incluindo os fundos negociados em bolsa com exposição a ativos virtuais à vista".

Desde então, os Estados Unidos também aprovaram o lançamento de ETFs de preço à vista de bitcoin, que têm atraído bilhões em investimento. As gestoras citadas pelo Securities Times também possuem patrimônios bilionários, e os lançamentos tendem a intensificar a demanda pelo bitcoin e sua adoção institucional.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | TikTok

Acompanhe tudo sobre:BitcoinETFsHong KongChinaCriptomoedas

Mais de Future of Money

Descentralização na Web3: redefinindo o futuro da internet

Criptomoedas podem cair mesmo em mercado de alta: o que é correção e como lidar com isso

Por que as marcas não podem ignorar o blockchain: a transformação da interação com o consumidor

A solução para as barreiras de liquidez global nos investimentos

Mais na Exame