ETF de cripto brasileiro passa por 1º rebalanceamento e ganha novos ativos

Hashdex anuncia acréscimo de dois novos criptoativos ao índice desenvolvido em parceria com a Nasdaq, que é replicado pelo ETF negociado no Brasil

A Hashdex anunciou nesta terça-feira, 1, o primeiro rebalanceamento do Nasdaq Crypto Index (NCI) desde o lançamento do HASH11, o primeiro ETF de criptoativos do Brasil. Dois novos criptoativos foram adicionados: uniswap e filecoin.

O índice NCI, criado pela gestora brasileira em parceria com a Nasdaq, é utilizado como referência do mercado de criptoativos e é replicado pelo HASH11. O rebalanceamento é feito a cada três meses, sendo este o primeiro desde que o ETF foi listado na bolsa de valores brasileira, a B3, em abril.

Desenvolvido pela Protocol Labs, a filecoin está no mercado desde 2014 e é um blockchain de armazenamento descentralizado, cujo objetivo é facilitar o aluguel de espaço digital para armazenamento pelos usuários da rede. Já a uniswap opera como uma corretora de criptoativos descentralizada, que possibilita que o usuário negocie dois ativos sem intermediários - é um dos projetos de DeFi mais populares do mundo.

“Elas entraram como parte do processo regular de ajuste do índice”, disse Samir Kerbage, CTO da Hashdex, em comunicado. “A uniswap já era um ativo que tinha uma representatividade alta em relação aos outros criptoativos do mercado, mas recentemente passou a ser suportado por mais custodiantes institucionais e exchanges que estão dentro da lista de exchanges acompanhadas pela Nasdaq, critério exigido pelo NCI”, justifica.

Já a filecoin, diz Kerbage, passou por um processo semelhante ao que ocorreu com a Uniswap, além de ter apresentando crescimento expressivo em seu valor de mercado: “O ativo saiu de 24 dólares em 31 de dezembro, chegou a valer cerca de 230 dólares há algumas semanas e, depois dessa queda recente do mercado, agora está em 70 dólares. Essa evolução do preço recente também o tornou elegível para o fundo”, diz.

Após o rebalanceamento, o NCI passa a contar com oito ativos digitais. Além de filecoin e uniswap, já faziam parte da cesta o bitcoin, o ether, a stellar, o litecoin, o bitcoin cash e o chainlink. Como acompanha o índice, o HASH11, que atualmente conta com 1,3 bilhão de reais em patrimônio, faz exatamente o mesmo rebalanceamento em suas alocações.

No curso "Decifrando as Criptomoedas" da EXAME Academy, Nicholas Sacchi, mergulha no universo de criptoativos, com o objetivo de desmistificar e trazer clareza sobre o seu funcionamento. Confira.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.