Bitcoin sobe para US$ 21.980 e mercado volta a US$ 1 trilhão, mas analistas citam 'falso movimento'

Investidores se animam após o preço do BTC subir 7%, para quase US$ 22.000, mas analistas dizem que tendência de baixa macro provavelmente prevalecerá no curto prazo
Preço do bitcoin voltou a subir nas últimas horas e animou investidores; mas especialistas adotam cautela (SOPA Images/Getty Images)
Preço do bitcoin voltou a subir nas últimas horas e animou investidores; mas especialistas adotam cautela (SOPA Images/Getty Images)
C
Cointelegraph BrasilPublicado em 08/07/2022 às 13:03.

A esperança segue viva para muitos investidores de criptomoedas depois que o mercado viu um movimento positivo de preços em no final da púltima quinta-feira, 7, e no início desta sexta-feira, acompanhando movimento de ganhos registrado também no mercado tradicional. Com o preço do bitcoin perto dos US$ 22.000, o mercado cripto voltou a superar a marca de US$ 1 trilhão em valor de mercado total.

O dia verde nos mercados ocorre em meio a um cenário de alta de pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos, o que é um possível sinal de que “a pressão sobre os salários pode ter atingido o pico”, segundo Jamie Cox, sócio-gerente do Harris Financial Group. De acordo com ele, uma continuação dessa tendência pode resultar em condições financeiras "restritas o suficiente para permitir que o Fed reduza a escala de aumentos das taxas".

Dados do Cointelegraph Markets Pro e do TradingView mostram que, após negociar perto de US$ 20.400 durante a maior parte da quinta-feira, o preço do bitcoin (BTC) disparou quase 7%, atingindo uma máxima muito próxima dos US$ 22.000.


Gráfico de 1 dia BTC/USDT. Fonte: Reprodução/TradingView

Enquanto os entusiastas das criptomoedas tentam navegar nas águas agitadas do "inverno cripto" e buscam um fundo para este mercado, confira o que analistas estão prevendo como os próximos passos para o preço do bitcoin.

Tendência segue negativa

O usuário do Twitter "Roman" postou o gráfico a seguir observando que "muitos estão ficando eufóricos e otimistas, pois repetimos padrões de vela semelhantes nos últimos oito meses".


Gráfico de 1 dia BTC/USDT. Fonte: Reprodução/Twitter

Na opinião de Roman, este é apenas o mais recente de uma série de movimentos falsos que enganarão muitos traders a acreditarem que o fundo está dentro, enquanto na realidade a tendência permanece negativa: “A queda do volume em uma faixa é uma consolidação para a continuação da tendência. Sem mencionar milhares de entradas para exchanges antes de cada topo.”

Recuperação acima de US$ 23.000 seria otimista

Outro trader que mantém a visão de que a tendência permanece decididamente negativa é aquele conhecido por seu pseudônimo "Gilberto" no Twitter, que publicou o gráfico a seguir, observando que o preço do bitcoin recentemente saiu de uma formação de flâmula.


Gráfico de 4 horas BTC/USD. Fonte: Reprodução/Twitter

Sobre a imagem, Gilberto afirmou: “Alto acima de US$ 23 mil, por enquanto a tendência diária ainda é de baixa”.

Quanto ao caminho potencial do preço do bitcoin, caso continue na tendência de queda, o analista de mercado "Crypto Tony" publicou o gráfico a seguir que descreve como o “pior cenário”, que poderia levar o BTC para perto de US$ 12.000.


Gráfico de 1 semana BTC/USD. Fonte: Reprodução/Twitter

"Crypto Tony" disse: “Acho que não veremos o início do próximo impulso [de alta] até o final do próximo ano, e um novo pico de alta antes de 2024-2025. Já estou posicionado em US$ 22-24 mil e adicionarei se cairmos para US$ 17-15 mil”.

Traders miram média móvel de 200 semanas

Quando se trata de métricas que foram usadas de forma confiável para ajudar a determinar os fundos do mercado, a média móvel de 200 semanas (MA) é um dos indicadores mais populares e amplamente citados que os traders usam para identificar boas oportunidades de compra.


Gráfico de 1 semana BTC/USD. Fonte: reprodução/Twitter

Com o bitcoin agora abaixo de sua MA de 200 semanas pela quarta vez em sua história, a especulação começou a aumentar sobre quanto tempo levará para se recuperar acima dessa linha e como será o "apetite" dos investidores quando chegar lá.

Em resposta a esse possível cenário, o analista de mercado Michaël van de Poppe postou o seguinte tweet descrevendo o que ele acha que pode ocorrer quando a MA de 200 semanas for recuperada: "Provavelmente há uma quantidade insana de liquidez acima da MA de 200 semanas. Se o bitcoin romper esse nível, suponho que provavelmente teremos uma corrida de US$ 2-5 mil para cima em apenas alguns dias, para US$ 28-30 mil. E então o sentimento mudará também".

O valor total do mercado de criptomoedas agora é de pouco mais de US$ 1 trilhão e a taxa de domínio do bitcoin é de 42%, segundo dados do CoinGecko.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok