Live icon 

ELEIÇÕES 2022:  

Lula e Bolsonaro vão disputar o segundo turno Veja agora.

Analista da Bloomberg: bitcoin está barato e pode ter uma das maiores altas da história

Mike McGlone publica sequência de mensagens sobre o mercado cripto e vê possibilidade de reversão da relação risco-recompensa do bitcoin no segundo semestre
Bitcoin pode mudar tendência e voltar a subir no segundo semestre, segundo analista (Reprodução/Shutterstock)
Bitcoin pode mudar tendência e voltar a subir no segundo semestre, segundo analista (Reprodução/Shutterstock)
D
Da Redação

Publicado em 08/07/2022 às 17:45.

Última atualização em 08/07/2022 às 19:09.

O analista sênior da Bloomberg, Mike McGlone, divulgou mensagens recentes falando sobre a possibilidade de uma reversão na relação risco-recompensa do bitcoin e do mercado cripto de forma geral.

(Mynt/Divulgação)

"Com o Bloomberg Galaxy Crypto Index se aproximando de uma queda semelhante ao que aconteceu em 2018 e o desconto do bitcoin em suas médias móveis de 50 e 100 semanas semelhantes aos fundos anteriores, o risco versus recompensa está se inclinando para investidores responsivos no segundo semestre", publicou no Twitter, indicando métricas favoráveis à criptomoeda e citando o índice que mede o desempenho do mercado cripto.

Ele também afirmou que vê dois possíveis cenários para o bitcoin e o mercado cripto para o resto do ano: uma das maiores altas ou a falha completa — e completou, dizendo acreditar mais na primeira opção: “O bitcoin pode ser um dos maiores mercados em alta da história a um preço relativamente baixo para começar o segundo semestre. Ou a criptomoeda pode ser um experimento fracassado no processo de se tornar redundante, como o petróleo bruto. Nosso viés é que a adoção do bitcoin é mais provável de continuar aumentando”, escreveu, junto com um gráfico em que compara o desempenho da criptomoeda e do petróleo bruto com o índice de ações S&P 500.

Ainda segundo McGlone, ainda existe potencial para mais quedas no mercado cripto, mas, mesmo nesse caso, ele ainda acredita que o bitcoin e outros ativos digitais eventualmente voltarão a subir: "Que duas das quatro principais criptos listadas no CoinMarketCap em 5 de julho sejam stablecoins pareadas com o dólar é indicativo de um mercado em baixa e o potencial de cripto dólares para continuar sua ascensão”, completou.

O bitcoin é negociado no momento a US$ 21.815, acumulando alta de 11,3% na última semana. Os ganhos se intensificaram na quinta-feira, 8, e na manhã desta sexta, mas a criptomoeda falhou em romper a faixa de US$ 22 mil. Mesmo assim, o movimento foi suficiente para levar o valor de mercado total do setor de ativos digitais de volta à marca de mais de US$ 1 trilhão, aumentando o otimismo com o curto prazo.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | TikTok