Acompanhe:

Nesta sexta-feira, 9, o bitcoin e as principais criptomoedas dispararam, apresentando altas significativas e fazendo com que investidores questionassem os motivos para o movimento. Um especialista ouvido pela EXAME apontou para um crescimento no apetite ao risco do mercado.

No momento, o bitcoin é cotado a US$ 47.480, com alta de 6,17% nas últimas 24 horas, de acordo com dados do CoinMarketCap. A maior criptomoeda do mercado em capitalização também é a que mais sobe no período, entre as 20 maiores.

O bitcoin acumula alta de 12,33% desde o início do ano, após enfrentar alta volatilidade com a aprovação dos primeiros ETFs de bitcoin à vista dos EUA.

"O momentum do bitcoin pode ser vinculado a um crescimento no apetite ao risco dos investidores, impulsionado pelo recente desempenho robusto do mercado acionário dos EUA. Ao examinar a performance do bitcoin em comparação com o S&P 500 (índice que representa as ações de grandes empresas norte-americanas), observa-se que a criptomoeda engatou sua tendência ascendente cerca de uma semana depois de um movimento significativo de alta desse índice, mostrando um considerável nível de correlação entre ambos”, explicou João Galhardo, analista de research da Mynt, plataforma de criptoativos do BTG Pactual.

Já Lucas Osório, também analista de research da Mynt, apontou que um anúncio importante da Fidelity, gestora de aproximadamente US$ 4,5 trilhões e que agora possui um ETF de bitcoin à vista nos EUA:

"Outro ponto interessante que pode acrescentar a especulação nessa alta é o fato da Fidelity ter anunciado que está alocando 1% da ETF deles "All-in-One" em bitcoin. Esse é um ETF que busca ter um portfólio conservador e diversificado entre diferentes classes de ativos. Assim, mostra para as pessoas que o bitcoin pode ter um papel de melhorar a relação risco/retorno nos portfólios por conta da descorrelação com outras classes de ativos (adicionando diversificação)", disse Osório.

"Caso esse seja um movimento adotado por outros grandes players institucionais e/ou em mais fundos da própria Fidelity, isso significaria um fluxo de entrada muito grande em bitcoin e deve impulsionar bastante o preço do ativo", acrescentou o especialista em entrevista à EXAME.

Criptomoedas hoje

O ether, criptomoeda nativa da rede Ethereum, é cotado a 2.519 no momento, com alta de 4,21% nas últimas 24 horas, de acordo com dados do CoinMarketCap.

Outras criptomoedas entre as 20 maiores do mundo por capitalização de mercado também apresentam altas significativas, de acordo com dados do CoinMarketCap:

Solana (SOL): + 3,56%
Avalanche (AVAX): + 5,32%
Polkadot (DOT): + 4,77%
Internet Computer (ICP): + 4,82%

Sabia que você pode investir em Bitcoin, ether, Avalanche e muitas outras moedas digitais direto no app da Mynt? Comece com R$ 100 e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Clique aqui para abrir sua conta gratuitamente.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok  

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
BCE diz que "preço justo do bitcoin é zero" e que ativo "falhou em sua promessa"
Future of Money

BCE diz que "preço justo do bitcoin é zero" e que ativo "falhou em sua promessa"

Há 3 horas

Distribuída de graça, criptomoeda ligada a ChatGPT e Inteligência Artificial sobe 770%
Future of Money

Distribuída de graça, criptomoeda ligada a ChatGPT e Inteligência Artificial sobe 770%

Há 5 horas

Bilionário diz que vai continuar comprando bitcoin "para sempre": "Não há razão para vender"
Future of Money

Bilionário diz que vai continuar comprando bitcoin "para sempre": "Não há razão para vender"

Há 6 horas

Bitcoin pode testar suporte de US$ 45 mil em "correção pré-halving", aponta analista
Future of Money

Bitcoin pode testar suporte de US$ 45 mil em "correção pré-halving", aponta analista

Há 6 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais