Acompanhe:

Consumidores insatisfeitos estão movendo uma ação coletiva contra a Apple, alegando que a gigante da tecnologia conspirou para limitar as opções de pagamento pessoa para pessoa (P2P, na sigla em inglês) em seus dispositivos ao vedar o uso de criptomoedas para operações nos aplicativos de pagamento integrados ao sistema operacional iOS.

A denúncia, apresentada na última sexta-feira, 17, ao Tribunal Distrital da Califórnia, alega que a Apple firmou acordos anticompetitivos com o Venmo do PayPal e o Cash App do Block para restringir o uso da tecnologia de criptomoedas descentralizadas em aplicativos de pagamento, obrigando os usuários a pagar "preços rapidamente inflacionados".

"Esses acordos limitam a concorrência de recursos – e a concorrência de preços que decorreria dela – em todo o mercado, inclusive barrando a incorporação da tecnologia de criptomoedas descentralizadas em aplicativos de pagamento peer-to-peer (P2P) existentes ou novos do iOS", diz a denúncia.

Os autores da ação também alegam que a Apple usa "restrições tecnológicas e contratuais", incluindo exclusividade da App Store imposta por hardware e "limitações contratuais na tecnologia de navegador da web" para "exercer controle irrestrito sobre cada aplicativo instalado e executado em iPhones e iPads".

Com essas restrições, a Apple acabaria obrigando novos aplicativos de pagamento P2P para iOS a proibir o uso de criptomoedas "como condição fundamental" para serem oferecidos aos usuários com iOS, afirma o processo. Os autores da ação se apresentam como clientes que pagaram taxas inflacionadas devido às restrições comerciais da Apple no mercado de pagamentos.

  • Para você que adora ler notícias de crypto, a Mynt é o aplicativo ideal para você. Invista e aprenda sobre crypto ao mesmo tempo com conteúdos descomplicados para todos os públicos. Clique aqui para abrir sua conta.

Mudança em sistema de pagamentos

Por isso, eles buscam ressarcimento das taxas e cobranças que julgam excessivas devido à suposta conduta anticoncorrencial da Apple e uma medida cautelar que impeça a empresa de continuar a impor e aplicar acordos anticoncorrenciais que restrinjam o livre mercado de pagamentos P2P no iOS.

O processo de 58 páginas também detalha a história e o surgimento de aplicativos de pagamento P2P, as criptomoedas descentralizadas e a entrada da Apple no mercado.

Em abril, o Tribunal de Apelações dos Estados Unidos para o Nono Circuito determinou que a Apple violou as leis de concorrência da Califórnia ao não permitir que os aplicativos direcionassem os usuários para soluções de pagamento não vinculadas à Apple.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Da centralização à revolução SocialFi: como a tecnologia blockchain está moldando as redes sociais
Future of Money

Da centralização à revolução SocialFi: como a tecnologia blockchain está moldando as redes sociais

Há 11 horas

ETFs de bitcoin: o que não te contam
Future of Money

ETFs de bitcoin: o que não te contam

Há 12 horas

Fiesp quer incentivar adoção de blockchain na indústria e lança material sobre tecnologia
Future of Money

Fiesp quer incentivar adoção de blockchain na indústria e lança material sobre tecnologia

Há um dia

Reddit investe em bitcoin e outras duas criptomoedas, revela pedido de IPO
Future of Money

Reddit investe em bitcoin e outras duas criptomoedas, revela pedido de IPO

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais