Future of Money

É o fim do dinheiro de papel? Pix, Drex e stablecoins são temas do 5º dia do Especial: Real Digital

Dia 5 do "Especial: Real Digital" tem painel sobre stablecoins, CBDCs e seu impacto na nova era da economia tokenizada e debate com especialistas da Visa, Mastercard e AarinTech Fin sobre o fim do dinheiro em papel

 (Heitor Pinheiro/Reprodução)

(Heitor Pinheiro/Reprodução)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 10 de novembro de 2023 às 12h00.

Última atualização em 10 de novembro de 2023 às 12h30.

No Dia 5 do "Especial: Real Digital", os debates focam nas nova era da economia tokenizada e em fazer um panorama sobre as inovações do Pix, Drex, cripto para responder à dúvida de muitos sobre um possível "fim do dinheiro em papel".

Com mediação de Gabriel Rubinsteinn, editor do Future of Money,  o painel "Pix, Drex, Cripto e o futuro dos meios de pagamento: é o fim do dinheiro de papel?" vai contar com grandes especialistas para responder se é, de fato, o fim do dinheiro em papel como conhecemos.

Participam da conversa Cristiane Taneze, diretora executiva de inovação na Visa, Leonardo Linares, vice-presidente de produtos e soluções na Mastercard e Ticiana Amorim, CEO da Aarin Tech Fin. Confira ao vivo:

yt thumbnail

"Eu acho interessante a gente usar como paralelo a Visa ou Mastercard eh os cartões de crédito eles demoraram décadas para eh se popularizar e realmente serem utilizados por quase o mundo inteiro como é atualmente. Essas últimas inovações, o Pix acho que é o maior exemplo. Se popularizou num instalar de dedos em questão de menos de um ano ele já ultrapassou todos os outros métodos de transferência que tinham disponíveis no Brasil. Mas enfim, as mudanças são muito mais rápidas como a indústria pode também acompanhar essa velocidade com que o comportamento das pessoas acelerou", comentou Cristiane Taneze, da Visa.

"O que eu vejo muito e estando imersa na parte de infraestrutura tecnológica é muito mais a gente mudar o como do que o que tá sendo feito. Então quando a gente olha Pix e a gente olha Drex por exemplo, muita gente se confunde, acha que o Drex é um meio de pagamento mas na verdade é uma moeda", disse Ticiana Amorim, da Aarin Tech-Fin.

"Então na prática é muito mais a infraestrutura que a gente foi criando para o que é garantia o que que é a forma que eu consigo ganhar dinheiro com aquilo o que é o dinheiro em si o que é valor o que não é. Se eu faço uma transação e ela é computada em uma caderneta ou se ela é computada em um banco de dados, se esse banco de dados é um banco de dados relacional ou se ele é um banco de dados com nós que é o blockchain... Então é muito mais a forma como a pessoa se relaciona com o dinheiro, que sempre vai tentar ser da maneira mais simples e pessoal possível", acrescentou.

A nova era da economia tokenizada

Anteriormente, com mediação de André Portilho, head de Digital Assets do BTG Pactual, o painel "Stablecoins, real digital e a nova era da economia tokenizada" discutiu as diferenças entre as criptomoedas que acompanham o valor de determinado ativo e as moedas digitais de bancos centrais (CBDCs, na sigla em inglês) como o Drex. Na conversa com André Portilho, o convidado é Jeremy Allaire, CEO da Circle, emissora da segunda maior stablecoin do mundo em valor de mercado, a USDC.

yt thumbnail

"Nós vimos o progresso dos mercados eletrônicos, negociações de alta frequência e coisas assim. Mas o que não aconteceu até agora, e finalmente está acontecendo, é que você tem que ir para o núcleo. Você tem que ir ao cerne do que essa indústria é", disse Jeremy Allaire durante a conversa.

"Você tem que chegar à camada base de quais são os componentes essenciais para essa indústria. E, assim, a camada base do sistema financeiro é a representação real do dinheiro emitido pelo governo. E o que acreditamos é que precisamos ter essas representações de dinheiro totalmente digitais, equivalentes digitais de dinheiro, e que isso deve ter a fundação mais segura possível"acrescentou.

Este conteúdo é parte do "Especial: Real Digital", que tem apoio da Mynt e patrocínio de Aarin Tech-Fin e Febraban. Para saber mais e acompanhar todos os conteúdos exclusivos com quem mais entender de Drex no Brasil, acesse a página do evento na EXAME clicando aqui. 

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok  

Acompanhe tudo sobre:Especial: Real Digital

Mais de Future of Money

Ether dispara mais de 10% após Bloomberg reverter posição e projetar aprovação de ETFs

Genesis anuncia R$ 15 bilhões para ressarcir clientes prejudicados por falência

Brasileiros investem R$ 9,1 milhões nos fundos de criptomoedas em semana de reação global

Banco Central revela próximos passos da regulação de criptomoedas; veja o que esperar

Mais na Exame