Future of Money

Análise técnica: resistência em US$50.000 desacelera movimento do bitcoin

O principal criptoativo do mercado iniciou um movimento de lateralização após a falha no rompimento da região dos 50 mil dólares; outros criptoativos também testam regiões importantes para a continuidade em suas tendências

 (dulezidar/Getty Images)

(dulezidar/Getty Images)

por Lucas Costa*

O bitcoin teve uma leve queda na última semana, depois de cinco semanas consecutivas de alta, que foi freada após o teste da importante resistência dos US$50.000,00.

No gráfico diário, o criptoativo começa uma lateralização perto da média móvel de 200 períodos (indicador que mostra qual a tendência de longo prazo do ativo), indicando indecisão no curto prazo. É importante dizer que atingimos o alvo dos US$50.605,00, e observamos um leve enfraquecimento da tendência, indicado pelo Índice de Força Relativa (RSI), que forma topos mais baixos (seta azul).

A pernada de baixa entre 14/04 (US$64.900) e 22/06 (US$28.800) é um movimento de referência importante (seta laranja), e usamos as retrações de Fibonacci para observar quais são as possíveis regiões de correção que o preço pode enfrentar dificuldades de continuidade da alta. Nesse caso, as retrações que são resistências importantes se encontram em US$51.110,00 e US$56.380,00. Outro movimento técnico é o rompimento dos US$42.500, que ativou um de pivô de alta (seta vermelha), e podemos medir esse movimento com as projeções de Fibonacci, que fornecem alvos entre US$50.610 e US$58.850.

Acreditamos na continuidade da tendência compradora e na maior possibilidade de teste em regiões que apresentem confluências de Fibonacci (proximidade entre retração da queda e projeção do pivô), com alvos de US$50.610 a US$51.110, e US$56.350 a US$58.830. É importante que o preço se mantenha acima da média móvel de 200 períodos em US$46.000.

Análise técnica bitcoin

(Lucas Correia/Divulgação)

Ethereum (ETH/BTC)

O ether encerrou a última semana de forma estável, com indefinição de movimento no curto prazo, sendo negociado a 0,06658BTC . Acompanhamos no gráfico diário as retrações de Fibonacci (seta azul) da pernada de queda formada entre 15/05 e 23/05, que mostra proporções de preço em que o criptoativo possui maior briga entre compradores e vendedores. O Índice de Força Relativa (seta laranja) está em 50, mostrando fraqueza da tendência. O movimento de longo prazo é de alta, mas acreditamos em uma lateralização no curto prazo, enquanto não houver uma definição clara de uma direção com o rompimento na região dos 0,07193BTC ou 0,06150BTC.

Ánálise técnica ether

(Lucas Correia/Divulgação)

Chainlink (LINK/BTC)

O criptoativo da Chainlink está sendo negociado próximo de 0,00051477BTC, com uma queda de 6,75% na última semana. No gráfico diário, o criptoativo falhou em romper a média móvel de 200 períodos (indicador que mostra tendência de longo prazo), o que sinaliza a existência de uma pressão vendedora na região. A tendência de curto prazo está lateralizada, sem um direcional definido. A aceleração do movimento pode ocorrer caso o preço rompa a média móvel de 200 períodos e topo anterior (0,000607BTC e 0,000863BTC), com alvo na retração de Fibonacci dos 0,00082300BTC (61.8%). A falha do cenário pode levar ao teste dos 0,00048200BTC.

Análise técnica link

(Lucas Correia/Divulgação)

Polkadot (DOT/BTC)

O criptoativo da Polkadot desvalorizou cerca de 6,30% na última semana, sendo cotada em 0,0005142BTC. O gráfico diário mostra o preço testando um suporte após ter atingido um alvo para seu último movimento, conforme nosso cenário projetado, o que representa uma região decisiva para a continuidade da alta. A tendência de curto prazo segue de alta, com o preço trabalhando acima da média móvel de 21 períodos (isso é importante, pois mostra que a direção da tendência é ascendente).  Os próximos alvos da continuidade de alta são o topo anterior (0,00061570BTC) e a projeção de 100% da figura de pivô (seta azul) em 0,00064000BTC.

Análise técnica polkadot

(Lucas Correia/Divulgação)

Uniswap (UNI/BTC)

A Uni caiu cerca de 4,75% essa semana, com uma tendência de longo prazo indefinida, e pressão vendedora no curto prazo. O gráfico diário mostra a formação de topos descendentes (seta laranja), indicando falha na tentativa de novas altas. A expectativa para as próximas semanas é de mais quedas no curto prazo com a possibilidade de teste na região dos 0,00048BTC (retângulo azul), que é uma região de suporte anterior onde os compradores atuaram anteriormente. O cenário é confirmado caso o preço continue trabalhando abaixo da média móvel de 200 períodos 0,00058BTC (sinalizando uma pressão vendedora).

Análise técnica Uniswap

(Lucas Correia/Divulgação)

Binance Coin (BNB/BTC)

O criptoativo da Binance teve uma alta de 8,20% na última semana, negociando a  0,009785BTC. O gráfico mostra o rompimento de uma linha de tendência de baixa (seta azul), o que sinaliza retomada de pressão compradora no ativo para novas altas. O ativo precisa trabalhar acima do topo anterior (0,0101BTC) para a continuidade de alta (tendência de alta é formada por topos e fundos ascendentes). Os alvos do movimento podem ser encontrados com a projeção do fundo ao topo anterior (seta laranja), que indica as regiões dos 0,0111BTC e 0,0116BTC como níveis a serem atingidos do movimento comprador.

Análise técnica binance coin

(Lucas Correia/Divulgação)

Cardano (ADA/BTC)

A Cardano teve uma forte alta na última semana, e está sendo negociada a 0,00005807 (alta de 6,25% em relação ao bitcoin), renovando sua máxima histórica. No gráfico diário, observamos o preço trabalhando acima da média móvel, sinalizando continuidade da tendência de alta e a existência de um apetite comprador no ativo. Os novos alvos a serem atingidos podem ser obtidos projetando a figura do pivô de alta (o mercado se movimenta com impulsão e correção, podemos projetar o movimento de impulsão anterior para mostrar níveis a serem testados), que nos dá os níveis de 0,00006959BTC e 0,00007603BTC. Ressaltamos que o preço está distante das médias, e que uma correção até o indicador é algo saudável para a continuidade da tendência.

Análise técnica cardano

(Lucas Correia/Divulgação)

Ripple (XRP/BTC)

A Ripple teve uma baixa de 8,90% essa semana em relação ao bitcoin, e é negociada a 0,00002335BTC. O gráfico diário mostra uma correção após o movimento da alta anterior (seta azul), com o preço testando a média móvel de 21 períodos, que é um importante nível de suporte para retomada da força compradora. A expectativa para os próximos é que, caso o preço trabalhe acima da linha azul, teremos o início da formação de uma figura de pivô de alta (figura que sinaliza a possibilidade de um novo movimento de impulsão de alta após uma correção). Os alvos de um pivô de alta podem ser obtidos com a projeção da perna de impulsão (seta laranja), caso ocorra o rompimento do seu topo em 0,00002867BTC, os níveis de 0,00003392BTC e 0,00003651 se tornam regiões a serem testadas.

Análise técnica XRP

(Lucas Correia/Divulgação)

Polygon (MATIC/BTC)

O criptoativo da multi-chain Polygon apresentou queda de 11,50% na última semana em relação ao bitcoin, sendo negociado a 0,00002825BTC . No gráfico diário, o criptoativo forma fundo mais alto que o anterior, deixando uma linha de tendência de alta (seta azul), que é uma região de suporte do movimento de queda. O preço trabalha abaixo da média móvel de 21 períodos, e isso é um mal sinal para os compradores, uma vez que preços abaixo da média móvel sinalizam a possibilidade de novas quedas. A expectativa para as próximas semanas é do teste da linha de tendência para uma definição melhor de movimento de curto prazo.

Análise técnica polygon

*Lucas Costa é mestre em administração e economista pela Universidade Federal de Juiz de Fora, atuou como pesquisador acadêmico e professor nas temáticas de blockchain, criptomoedas e comportamento de consumo, sendo um dos fundadores do grupo de pesquisa Blockchain UFJF. Foi operador de câmbio em mesa proprietária com foco em análise técnica, e trader pessoa física em mercado futuro. Atualmente, é analista técnico CNPI do BTG Pactual Digital, e apresenta a sala ao vivo de análises de maior audiência do Brasil.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube

Acompanhe tudo sobre:Análises técnicasBitcoinBlockchainCriptomoedas

Mais de Future of Money

Empresa planeja venda de ações para comprar US$ 500 milhões em bitcoin

União de cripto com IA pode ser megatendência de US$ 20 trilhões, diz relatório

Mineradoras de bitcoin disparam após Trump prometer apoiar o setor nos EUA

Bitcoin vai continuar caindo? Saiba como o cenário macro dos EUA impacta a criptomoeda

Mais na Exame