ESG

Apoio:

logo_suvinil_500x252
Logo TIM__313x500
logo_unipar_500x313
logo_espro_500x313
logo_engie_500X252

Parceiro institucional:

logo_pacto-global_100x50

Ultragaz diminui geração de lixo e mapeia riscos ambientais

Ação inclui avaliar impactos financeiros com as mudanças climáticas e diversificar o portfólio com energias renováveis

A redução de emissões no escopo 1 alcançou 376 toneladas, com estratégias como frota elétrica e a gás (Ultragaz/Divulgação)

A redução de emissões no escopo 1 alcançou 376 toneladas, com estratégias como frota elétrica e a gás (Ultragaz/Divulgação)

Letícia Ozório
Letícia Ozório

Repórter de ESG

Publicado em 18 de junho de 2024 às 07h00.

Após crises climáticas em 2023, a Ultragaz fez seu primeiro mapeamento de riscos e oportunidades com as mudanças climáticas. Isso incluiu avaliar impactos financeiros e diversificar o portfólio com energias renováveis.

A redução de emissões no escopo 1 alcançou 376 toneladas, com estratégias como frota elétrica e a gás. A migração para etanol teve 96% de adesão, e o objetivo é chegar a 100% em todas as regiões. A geração de lixo diminuiu para 8%, ante 23% em 2022.

Em 2023, a Ultragaz lançou um comitê de diversidade e inclusão, com 40% de equidade de gênero e de raça na liderança. A meta é alcançar 50% de diversidade até 2030.

Em 2024, a empresa continuará avaliando riscos e oportunidades ambientais, capacitando os trabalhadores em práticas ESG. A descarbonização e a ecoeficiência, juntamente com a análise de oportunidades em novos negócios, como biometano, são prioridades.

Acompanhe tudo sobre:UltragazMelhores do ESG

Mais de ESG

Governo mantém imposto para inibir importação de resíduos de papel, plástico e vidro

Mudanças climáticas: degelo piora a navegação comercial entre Europa e Ásia

Yascha Mounk: 'Precisamos reforçar nossos ideais democráticos, e não a polarização cultural'

Cepal critica falta de política industrial na descarbonização e incentivo a importações

Mais na Exame