Acompanhe:

Depois de assumir as rédeas da SunPower Corp. há menos de três anos, Peter Faricy fez uma afirmação audaciosa. O setor de energia solar para telhados dos EUA tinha espaço para crescer mais de 3.200%. Ex-executivo da Amazon, ele tinha o objetivo de melhorar os apps que os consumidores usavam para monitorar seus painéis e simplificar o processo de comprar de energia solar. "Precisamos tornar a compra de energia solar tão fácil quanto comprar um livro na Amazon". disse ele a investidores em 2022.

Não foi bem isso que aconteceu com a empresa.

De acordo com a Bloomberg, a empresa, que vende principalmente sistemas para telhados, demitiu funcionários para cortar custos e teve de levantar US$ 200 milhões para aliviar uma crise de caixa. Após uma queda de 75% nas ações durante o ano passado, o antecessor de Faricy retornou como presidente-executivo nesta semana para ajudar a conduzir a SunPower durante a turbulência.

As dificuldades da SunPower refletem, em parte, os problemas do setor em geral. A Califórnia - o maior mercado de energia solar dos EUA - reduziu pagamentos a residências, escolas e empresas que vendem o excesso de energia de seus painéis para a rede. A decisão deixou o setor de energia solar em frangalhos, provocando falências e corte nos empregos. Dois terços daqueles que instalam energia solar residencial na Califórnia, onde a SunPower está sediada, estão lutando para gerar vendas suficientes para operar seus negócios.

As altas taxas de juros também encareceram os empréstimos para a instalação de painéis solares em telhados.

Mas a própria SunPower tem enfrentado desafios particulares. Em outubro, de acordo com a Bloomberg, a empresa declarou que superestimado o valor de componentes dos painéis e que precisava reformular seu balanço financeiro de 2022 e dos primeiros trimestres de 2023. Isso levou a um atraso na apresentação dos resultados do terceiro trimestre, provocando a inadimplência de uma subsidiária.

Para tentar aliviar a crise, a empresa anunciou na semana passada uma nova rodada de financiamento da empresa francesa TotalEnergies SE e da gestora de fundos Global Infrastructure Partners, que está sendo adquirida pela gigante BlackRock Inc.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Amaggi recebe primeira autorização para teste de biodiesel em embarcação fluvial
ESG

Amaggi recebe primeira autorização para teste de biodiesel em embarcação fluvial

Há 2 dias

Rota 2030: BNDES começa a receber projetos de descarbonização do setor automotivo
ESG

Rota 2030: BNDES começa a receber projetos de descarbonização do setor automotivo

Há 2 dias

Vendas de carros elétricos estacionam na Europa e têm futuro incerto
ESG

Vendas de carros elétricos estacionam na Europa e têm futuro incerto

Há 3 dias

COP30: ONU Clima aposta no papel do Brasil em desenho de modelos de financiamento
ESG

COP30: ONU Clima aposta no papel do Brasil em desenho de modelos de financiamento

Há 4 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais