ESG

Mudança climática já é a principal preocupação das empresas no Brasil

Outro temor crescente é com catástrofes naturais, incluindo enchentes e temperaturas extremas

Indústria:  (georgeclerk/Getty Images)

Indústria: (georgeclerk/Getty Images)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 20 de janeiro de 2024 às 09h02.

Última atualização em 20 de janeiro de 2024 às 09h05.

A preocupação com mudanças climáticas deu um salto no Brasil. Empresários apontam questões relativas aos distúrbios do clima como principal risco para 2024, mostra uma pesquisa da Allianz Commercial. No ano passado, esse tema aparecia em oitavo lugar. Ainda no ranking, outro temor crescente ligado ao meio ambiente é com catástrofes naturais, incluindo enchentes e temperaturas extremas, que subiu do sexto para o quarto lugar.

Temores globais

O estudo da Allianz, chamado Risk Barometer, é mundial, feito em 92 países com mais de 3 mil executivos do mundo corporativo. No agregado global, a maior preocupação para os negócios em 2024 é com ataques cibernéticos, que incluem o temor de vazamento de dados, invasões de sistemas e pedidos de resgates por informações roubadas. No ranking mundial, preocupação com catástrofes naturais aparece em terceiro lugar e com mudanças climáticas em sétimo.

Já na Argentina, que começou 2024 com novo presidente, o ultradireitista Javier Milei, uma das principais preocupações dos empresários é com "mudanças na legislação e regulação", além do desenvolvimento da economia.

Acompanhe tudo sobre:EmpresasPoluiçãoMudanças climáticas

Mais de ESG

Blended finance, cidades verdes e protagonismo indígena: os principais debates da SW24

Gerdau e FDC iniciam programa de formação profissional para jovens de 18 a 24 anos

CCR quer neutralizar emissões de carbono até 2035 e antecipa transição para energia renovável

Summit ESG: o papel do saneamento na redução da pobreza

Mais na Exame