Acompanhe:

A transição energética tem dominado as pautas de ESG (sigla em inglês para ambiental, social e governança) nesta semana. Exemplo disto é a preocupação do grandioso Super Bowl em divulgar o abastecimento do evento com energia 100% renovável pela primeira vez. O foco no tema também mexe com a Agência Internacional de Energia, que começa a discutir a adesão da Índia como membro pleno.

Já no Brasil, a Raízen detalha plano de diversificação dos negócios ao ter como meta a conquista de 10% do mercado livre de energia em 6 anos. Veja essas e outras notícias que foram destaque na EXAME ESG neste semana.

Além do combustível: Raízen quer fatia de 10% do mercado livre com solar e geração distribuída

A Raízen, que tem na produção de açúcar e etanol e na distribuição de combustíveis seus principais negócios, almeja conquistar 10% do mercado livre de energia em 6 anos, e, para isso, busca conquistar um quarto do segmento de geração distribuída, composto por fontes geradas localmente em menor escala, como a energia solar. Até o momento, a Power conta com 100 parques solares em operação, própria ou por terceiros. A estratégia é seguir pelo caminho fotovoltaico. “A eólica não faz sentido na geração distribuída”, disse Frederico Saliba, CEO da Raízen Power, em entrevista exclusiva à EXAME. 

Agência Internacional de Energia analisa adesão da Índia

Os ministros dos países membros da Agência Internacional de Energia (AIE) concordaram em começar a discutir a adesão da Índia como membro pleno. A aproximação do país indiano com a agência começou em 2017, mas, para a organização, o papel da Índia será “cada vez mais importante para abordar questões energéticas e climáticas”. A decisão foi anunciada em comunicado após reuniões ministeriais da AIE.

Como um projeto no deserto de Nevada iluminou o Super Bowl

O Super Bowl é marcado por números superlativos, como audiências elevadas e altos desembolsos dos anunciantes. A decisão da 58ª edição do campeonato da NFL realizada no último domingo, 11, foi a mais assistida da história.

A edição de 2024, no entanto, foi marcada também pela pauta verde. Pela primeira vez, uma final do Super Bowl foi 100% abastecida por energia renovável — graças ao acordo do Allegiant Stadium, sede do Las Vegas Raiders, que sediou a decisão do Super Bowl LVIII, e a NV Energy, dona da fazenda solar.

Como o Google usará satélites e inteligência artificial para rastrear vazamentos de metano

A empresa de softwares e tecnologia Google anunciou que fornecerá a estrutura de computação e inteligência artificial (IA) para processar dados de emissões de metano com o satélite MethaneSAT. O aparelho será levado ao espaço a bordo de um foguete operado pela companhia do empresário Elon Musk, a SpaceX.  

“Anunciamos uma parceria com o Environmental Defense Fund (EDF) que combina a nossa ciência e tecnologia para reduzir as emissões de metano. Esta é uma das ações mais poderosas e de curto prazo que podemos tomar para reduzir o aquecimento global”, afirma Yael Maguire, vice-presidente e gerente geral, desenvolvedor geográfico e de sustentabilidade do Google. 

Brasil, Azerbaijão e Emirados anunciam aliança de presidências da COP

Os Emirados Árabes Unidos, enquanto presidentes da última COP28, e os seus sucessores, Azerbaijão e Brasil, anunciaram o início de uma aliança sem precedentes para "melhorar a cooperação e a continuidade" das negociações da cúpula climática da ONU

Os 198 países signatários do acordo final da COP28, assinado em dezembro em Dubai, instaram as três presidências a trabalharem em conjunto em um "roteiro" para conter o aquecimento global a 1,5ºC em comparação com a era pré-industrial, a meta mais ambiciosa definida pelo Acordo de Paris de 2015.

Vieses de gênero são amplificados em imagens online, diz estudo

As imagens utilizadas na internet têm amplificado os vieses de gênero em profissões, é o que aponta um estudo da revista Nature. De acordo com a publicação, os vieses, frequentes em textos, são ainda mais fortes quando em imagens. Exemplo disto é quando profissões como dentista, modelo e nutricionista são fortemente representadas por mulheres.

Os textos do Google Notícias exibem, de modo geral, um viés relativamente fraco em relação à representação masculina, enquanto isto é quatro vezes mais forte no Google Imagens. De acordo com o Google News, 56% das categorias são masculinas, enquanto 62% são masculinas no Google Images.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
O que esporte e transição energética têm em comum? Para Bernardinho, tudo
Um conteúdo Bússola

O que esporte e transição energética têm em comum? Para Bernardinho, tudo

Há 6 horas

COP30: ONU Clima aposta no papel do Brasil em desenho de modelos de financiamento
ESG

COP30: ONU Clima aposta no papel do Brasil em desenho de modelos de financiamento

Há 7 horas

Setor solar: empreendedores vão ter acesso a qualificação para alavancar resultados
ESG

Setor solar: empreendedores vão ter acesso a qualificação para alavancar resultados

Há 15 horas

MDIC anuncia empresas selecionadas para programa de mobilidade verde
ESG

MDIC anuncia empresas selecionadas para programa de mobilidade verde

Há 23 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais