Acompanhe:

Recentemente, no sábado, 14 de outubro de 2023, despedimo-nos da Profa. Carla Furtado, uma renomada autora e pesquisadora sobre Saúde Mental e Felicidade no ambiente corporativo brasileiro. Aos 54 anos, Carla deixou para trás um legado impressionante.

Ela foi a mente brilhante por trás do livro “Feliciência: Felicidade e Trabalho na Era da Complexidade”, e uma reconhecida especialista em Felicidade Interna Bruta (FIB). Foi também a idealizadora do curso Chief Happiness Office (CHO), no qual tive a distinção de ser um dos professores convidados.

Partilhei palcos, salas de aula e diálogos com Carla, explorando profundamente temas como saúde mental, felicidade no trabalho, Sustentabilidade, Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e Capitalismo de Stakeholders. Mais do que um simples compartilhar de conhecimentos, Carla tinha a habilidade única de simplificar o complexo, transformando inclusive a maneira como me comunico e interajo com outras pessoas. Ela não apenas abordou a felicidade no trabalho como um ideal, mas como uma ciência – uma perspectiva que sempre ressoou fortemente em mim.

A partida precoce de Carla é um lembrete brutal de nossa vulnerabilidade diante do universo, nos fazendo refletir sobre o efêmero de nossas vidas. Infelizmente, não tive a oportunidade de expressar minha gratidão a Carla pelos ensinamentos e pela honra de colaborar com ela. Esta perda reforçou minha determinação em expressar minha gratidão àqueles com quem trabalho e convivo diariamente.

Neste contexto, sou lembrado de um livro que redefiniu minha perspectiva pessoal e profissional: “Como Você Avaliará Sua Vida?” de Prof. Clayton Christensen, falecido em 2020, uma referência mundial em inovação. Assim como Christensen nos desafiou a refletir sobre como iremos avaliar nosso legado pessoal e profissional, acredito que o legado da Profa. Carla é um convite semelhante para todos nós. A Profa. Carla Furtado marcou o cenário de Felicidade Corporativa no Brasil. Sua presença é insubstituível, e seu legado será eterno.

Em honra a Carla, deixo-lhes três reflexões:

  • Saúde mental e felicidade: O quanto você sente plena satisfação com sua saúde mental e felicidade, tanto na vida pessoal quanto profissional? Quais são as áreas onde você precisa evoluir? Antes de cuidar dos outros, você precisa cuidar de si.
  • Gratidão: Quando foi a última vez que você expressou gratidão pela oportunidade de colaborar e conviver com as pessoas que cruzam seu caminho profissional e pessoal? Agradecer as outras pessoas irá fazer com que elas e você se sintam melhor.
  • Legado: O que você está buscando construir e quais marcas você deseja deixar em sua trajetória pessoal e profissional? Como você poderemos avaliar o impacto de seu legado no mundo? Ter consciência do legado que estamos deixando no mundo, é talvez uma das melhores maneiras de viver uma vida que realmente faça sentido.

Eu espero que a trajetória da Profa. Carla Furtado sirva como inspiração e guia para todos nós, e  possamos continuar a disseminar os valores e ensinamentos que ela tão generosamente compartilhou conosco. Agradeço a todos que, de alguma forma, cruzaram e enriqueceram minha jornada, assim como ela o fez.

 

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Estilista italiano Roberto Cavalli morre aos 83 anos
Casual

Estilista italiano Roberto Cavalli morre aos 83 anos

Há 22 horas

Pai da primeira-dama Janja morre em Curitiba, aos 83 anos
Brasil

Pai da primeira-dama Janja morre em Curitiba, aos 83 anos

Há 2 dias

Morre O.J. Simpson aos 76 anos
Mundo

Morre O.J. Simpson aos 76 anos

Há 2 dias

Dengue: Brasil tem mais de 3 milhões de casos prováveis e já é a maior epidemia registrada no País
Brasil

Dengue: Brasil tem mais de 3 milhões de casos prováveis e já é a maior epidemia registrada no País

Há 2 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais