Um conteúdo Esfera Brasil

A COP27 é oportunidade para o Brasil retomar a credibilidade

No maior encontro mundial para discutir o clima do planeta, Lula e representantes brasileiros têm missão de começar a mudar a imagem do país
 (Arte/Exame)
(Arte/Exame)
M
Marcos Aidar*Publicado em 04/11/2022 às 16:04.

O mundo não está fazendo o suficiente para combater as emissões de carbono nem para proteger o futuro do planeta, considerando o cenário de eventos climáticos extremos e a crise de energia provocada pela guerra na Ucrânia. Essa é a impressão de observadores da ONU sobre as responsabilidades que os países terão na próxima Conferência do Clima das Nações Unidas, a COP27, que vai de 6 a 18 em Sharm el-Sheikh, no Egito, com representantes de quase 200 países.  

Mas, depois de um período em que o Brasil virou foco de críticas internacionais por não conseguir evitar queimadas de florestas, esta será a oportunidade de retomarmos a credibilidade perante o mundo e apresentar propostas ousadas e factíveis. A redução imediata do desmatamento na Amazônia é uma delas, afirma o prof. Paulo Artaxo, doutor em física atmosférica da USP, que participará do encontro como membro do IPCC – Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas da ONU. Segundo ele, o tempo para agir está se esgotando e os países não contribuíram até agora como deveriam.

Compromissos assumidos a partir da ECO-92

As COPs, ou “conferência das partes” são os maiores encontros mundiais para discutir o clima do planeta. Organizadas pela ONU, são realizadas anualmente desde a ECO-92, ocorrida no Rio de Janeiro há 20 anos.durante a COP26, reafirmou essa meta. Entenda o que é a Reforma Tributária

O que são as Federações Partidárias?