Acompanhe:

Seguros pessoais crescem e somam R$ 7,73 bi em prêmios no 3º tri

Somente em setembro, o valor pago pelos segurados para contratação de coberturas para seus riscos pessoais foi de R$ 2,55 bilhões

Modo escuro

Continua após a publicidade
Seguro: a divisão por produto, seguro de vida cresceu 3,49% (BernardaSv/Thinkstock)

Seguro: a divisão por produto, seguro de vida cresceu 3,49% (BernardaSv/Thinkstock)

E
Estadão Conteúdo

Publicado em 22 de novembro de 2016 às, 11h05.

São Paulo - Os seguros de pessoas (vida, acidentes pessoais, viagem, educacional, entre outros), registraram no terceiro trimestre deste ano R$ 7,73 bilhões em prêmios, alta nominal de 5,3% frente aos R$ 7,34 bilhões verificados nos primeiros três meses do ano anterior. Os dados são da Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (FenaPrevi).

Na divisão por produto, o seguro de vida registrou prêmios de R$ 3,3 bilhões, correspondendo a um aumento de 6,7% em relação ao terceiro trimestre de 2015.

Já o seguro prestamista recuou 4,3% em relação ao acumulado de 2015, movimentando R$ 1,8 bilhão em prêmios. O seguro de acidentes pessoais obteve alta de 5,4% no terceiro trimestre de 2016 e acumulou R$ 1,3 bilhão.

O seguro educacional teve expansão de 71,9%, com prêmios da ordem de R$ 12,3 milhões. Segundo o balanço da FenaPrevi, o avanço foi impulsionado pelo receio das famílias quanto à capacidade de fazer frente aos custos de educação dos filhos.

Setembro

Somente no mês de setembro, o valor pago pelos segurados para contratação de coberturas para seus riscos pessoais foi de R$ 2,55 bilhões, resultando na mesma arrecadação registrada em setembro de 2015, embora tenha havido crescimento expressivo do valor dos prêmios relacionados aos ramos educacional e funeral.

Na divisão por produto, seguro de vida cresceu 3,49% em setembro de 2016 ante 2015, para R$ 1,085 bilhão. O prestamista recuou 10,11%, para R$ 610,3 milhões, o de acidentes pessoais subiu 1,89%, para R$ 428,11 milhões, e o auxílio funeral teve avanço de 21,93%, para R$ 38,25 milhões. Em setembro de 2016, o seguro viagem cresceu 11,91%, para R$ 36,55 milhões, e o educacional avançou 84,88%, para R$ 4,77 milhões.

Novos aportes

Novos aportes em planos abertos de previdência privada, como PGBL e VGBL, somaram R$ 26,07 bilhões no terceiro trimestre de 2016, um crescimento de 24,02% na comparação com o mesmo período do ano anterior.

A captação líquida (diferença entre depósitos e resgates) apresentou um saldo positivo de R$ 13,28 bilhões, resultado 46,26% superior terceiro trimestre 2015.

Os planos individuais foram os que mais receberam recursos no terceiro trimestre, com o total de R$ 22,80 bilhões. Do volume de contribuições aos planos individuais, R$ 467,95 milhões foram investidos em planos para menores eR$ 3,27 bilhões para planos empresariais.

Na divisão por modalidade de plano, o VGBL recebeu contribuições de R$ 23,94 bilhões no terceiro trimestre e o PGBL registrou R$ 1,92 bilhão. Os planos tradicionais de acumulação registraram R$ 212,71 milhões.

Setembro

Somente no mês de setembro, o total de aporte foi de R$ 7,43 bilhões, uma evolução de 13,96% frente ao mesmo mês do ano anterior. A captação líquida obteve saldo positivo de R$ 3,51 bilhões, valor 46,86% superior na comparação com setembro de 2015.

Os planos individuais foram os que mais receberam recursos em setembro, com R$ 6,44 bilhões. Do volume de contribuições aos planos individuais, R$ 151,44 milhões foram investidos em planos para menores e R$ 989,46 milhões em planos empresariais.

Na divisão por produto, o VGBL recebeu contribuições de R$ 6,73 bilhões no mês e o PGBL registrou R$ 631,50 milhões. Os planos tradicionais de acumulação registraram R$ 68,17 milhões.

Últimas Notícias

Ver mais
Tem dívidas? Mutirão dá desconto em taxa de juros e aumenta prazo de pagamento; veja como participar
seloMinhas Finanças

Tem dívidas? Mutirão dá desconto em taxa de juros e aumenta prazo de pagamento; veja como participar

Há 3 dias

Governo permite que Banco Central faça acordo com bancos em dívidas que somam R$ 18 bi
Brasil

Governo permite que Banco Central faça acordo com bancos em dívidas que somam R$ 18 bi

Há 4 dias

Presidente da Febraban discorda que inovação e tecnologia tirem espaço dos bancos tradicionais
Economia

Presidente da Febraban discorda que inovação e tecnologia tirem espaço dos bancos tradicionais

Há uma semana

No primeiro ano no Brasil, Houlihan Lokey quer ir além das reestruturações
Exame IN

No primeiro ano no Brasil, Houlihan Lokey quer ir além das reestruturações

Há uma semana

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais