Produção industrial da UE cresce mais do que o esperado em novembro

A produção industrial nos 19 países que usam o euro subiu 2,5% em novembro sobre outubro

A produção industrial da zona do euro ficou muito acima do esperado em novembro, mostraram dados nesta quarta-feira, graças a uma forte recuperação na fabricação de bens intermediários e de capital.

A agência de estatísticas da União Europeia, Eurostat, informou que a produção industrial nos 19 países que usam o euro subiu 2,5% em novembro sobre outubro, registrando declínio de 0,6% na comparação anual.

Economistas consultados pela Reuters esperavam aumento mensal modesto de 0,2% e queda anual de 3,3%.

O resultado melhor do que o esperado deveu-se principalmente a um salto mensal de 7,0% na produção de bens de capital e a um aumento de 1,5% nos bens intermediários, o que ajudou a compensar quedas na produção de energia e de bens de consumo duráveis e não duráveis.

Na comparação anual, a produção de bens de capital aumentou 0,1% em novembro após queda de 8% em outubro em termos anuais. A fabricação de bens intermediários teve alta de 1,1% após recuo de 0,9% em outubro.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.