Ministério suspende embargo a obras na Raposo Tavares

As obras tinham sido embargadas na tarde de quarta-feira, 11, após a morte de dois operários no canteiro de obras.

Sorocaba (SP) - O Ministério do Trabalho liberou nesta sexta-feira, 13, as obras de duplicação da rodovia Raposo Tavares (SP-270), na região de Presidente Prudente, que tinham sido embargadas na tarde de quarta-feira, 11, após a morte de dois operários no canteiro de obras.

Laudo divulgado pelo Hospital Regional de Presidente Prudente apontou a meningite bacteriana como causa do primeiro óbito.

O laudo dos exames realizados no segundo operário morto ainda não ficou pronto.

De acordo com o gerente regional do Ministério, Elson Ito, o embargo havia sido adotado em caráter provisório, até que houvesse uma explicação para as mortes, ocorrida entre segunda e quarta-feira desta semana.

Os óbitos levaram cerca de 700 trabalhadores da empreiteira a cruzar os braços e bloquear a rodovia. Segundo o representante do Ministério, como a causa das mortes não está relacionada com as condições de trabalho, não há razão para manter o embargo.

As obras, a cargo de empreiteira contratada pelo Consórcio Auto Raposo Tavares (CART), são realizadas entre as cidades de Maracaí e Regente Feijó. Os serviços foram retomados na tarde desta sexta-feira.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.