Lagarde, do FMI, descarta tratamento especial à Grécia

Diretora gerente do FMI afirmou que "existem regras internas na zona do euro a serem respeitadas"

Paris- A Grécia tem que respeitar as regras da zona do euro e não pode exigir tratamento especial para sua dívida na esteira da vitória do partido contrário à austeridade Syriza, afirmou em entrevista a um jornal a diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde.

"Existem regras internas na zona do euro a serem respeitadas", disse Lagarde ao Le Monde. "Não podemos fazer categorias especiais para tal ou tal país." Lagarde acrescentou que a Grécia ainda precisa realizar reformas importantes, como arrecadação de impostos e redução de atrasos judiciais.

"Não é uma questão de medidas de austeridade, essas são reformas profundas que restam ser feitas", disse ela.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também