A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Indústria recua em 9 regiões até novembro de 2014, diz IBGE

A produção nacional acumula retração de 3,2% nesse período

Rio - Nove dos 15 locais que integram a Pesquisa Industrial Mensal amargaram perdas no acumulado de janeiro a novembro de 2014, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Houve recuo no Paraná (-6,2%), em São Paulo (-6,0%), no Rio Grande do Sul (-4,8%), Amazonas (-3,8%), Rio de Janeiro (-3,2%), Ceará (-3,2%), na Bahia (-2,9%), em Minas Gerais (-2,8%) e Santa Catarina (-2,0%). No mesmo período, a produção nacional acumula retração de 3,2%.

"No ano, o principal impacto sobre o recuo na indústria é da atividade de veículos automotores", disse Rodrigo Lobo, pesquisador da Coordenação de Indústria do IBGE.

De janeiro a novembro, a produção de veículos recua no Paraná (-21,1%), em São Paulo (-16,9%), no Rio Grande do Sul (-7%), Rio de Janeiro (-24,3%), na Bahia (-23,3%), em Minas Gerais (-19%) e no Nordeste (-20,7%), enumerou Lobo.

No entanto, em Goiás, a indústria de veículos segue na contramão do restante do País, impulsionada pela fabricação de modelos mais caros.

"Os automóveis produzidos em Goiás têm características diferentes, com vendas elevadas, menos sensíveis às alterações da renda. As alterações da renda afetam mais as vendas para um público de menor poder aquisitivo, os carros populares", explicou o pesquisador do IBGE.

A produção industrial de Goiás teve elevação de 2,3% no acumulado do ano. Também tiveram expansão no Mato Grosso (2,9%), em Pernambuco (1,1%), no Pará (8,8%) e Espírito Santo (5%). A indústria do Nordeste está estável no período (0,0%).

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também