Economia

Governo tenta liberar pauta no Senado para votar o pré-sal

MPs que discutem crédito extraordinário e incentivos fiscais impedem as deliberações na Casa

Pauta trancada: enquanto MPs não forem votadas, pré-sal continua na fila de espera (.)

Pauta trancada: enquanto MPs não forem votadas, pré-sal continua na fila de espera (.)

DR

Da Redação

Publicado em 26 de abril de 2010 às 17h33.

Brasília - Duas medidas provisórias bloqueiam a pauta no Senado Federal: a MP 473/09, que libera crédito extraordinário de R$ 742 milhões em favor dos Ministérios da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, da Educação, da Saúde, dos Transportes e da Integração Nacional; e a MP 472/09,  que concede incentivos fiscais a setores da economia como a indústria de petróleo e para projetos como Minha Casa, Minha Vida e Um Computador por Aluno. O valor do incentivo está na casa dos R$ 3 bilhões.

A maior preocupação do Governo com o trancamento da pauta é o atraso na decisão dos quatro projetos do pré-sal. O Governo tem urgência em aprovar o marco e a votação é a prioridade do ano.

O líder do governo no Senado, o senador Romero Jucá, deve tentar colocar em votação o primeiro projeto do pré-sal na próxima semana, mas previsões não são muito otimistas.  As MPs devem entrar na pauta desta terça-feira (27), mas o senador não está seguro de que elas serão votadas.

Nesta quinta-feira (29) o presidente Lula deve se reunir com os senadores da base governista para discutir a importância da votação do marco.

Acompanhe tudo sobre:CongressoEnergiaGovernoLuiz Inácio Lula da SilvaPersonalidadesPetróleoPolítica no BrasilPolíticosPolíticos brasileirosPT – Partido dos Trabalhadores

Mais de Economia

Cigarro pode ser taxado em 250% e cerveja em 46%, estima banco

Cade analisa se parceria entre Gol e Azul precisa ser submetida ao órgão

Eletrobras: trabalhadores poderão entrar em greve a partir de 3 de junho

'Esta semana fiquei nervoso porque vi o preço do arroz muito caro no supermercado', diz Lula

Mais na Exame