Acompanhe:

Exportações agrícolas brasileiras sofrem pressões na UE, diz ministro

Rio de Janeiro - O Brasil enfrenta dificuldades para ampliar suas exportações agrícolas para a União Europeia (UE) devido a pressões dos produtores nos países do bloco, denunciou hoje o ministro da Agricultura Wagner Rossi. Apesar de ter um peso econômico menor, o setor agropecuário tem força política nos países europeus, "onde fazem muita pressão", […]

Modo escuro

Continua após a publicidade
EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

D
Da Redação

Publicado em 12 de agosto de 2010 às, 16h13.

Rio de Janeiro - O Brasil enfrenta dificuldades para ampliar suas exportações agrícolas para a União Europeia (UE) devido a pressões dos produtores nos países do bloco, denunciou hoje o ministro da Agricultura Wagner Rossi.

Apesar de ter um peso econômico menor, o setor agropecuário tem força política nos países europeus, "onde fazem muita pressão", afirmou o ministro hoje, em entrevista no Rio de Janeiro.

O Brasil é um dos maiores provedores agrícolas mundiais, mas a crise econômica mundial fez com que a Europa "apertasse o cinto" e reduzisse sua demanda, acrescentou Rossi.

O Governo brasileiro confia em que um acordo de livre-comércio entre o Mercosul e a UE possa colocar um fim às restrições europeias às exportações agrícolas do país.

As negociações para esse acordo foram retomadas recentemente após vários anos estagnadas, mas ainda sofrem a pressão dos produtores agrícolas brasileiros.

Com relação aos Estados Unidos, Rossi lamentou a falta de acordos que facilitem o comércio em alguns casos específicos, em referência principalmente ao etanol.

Apesar de ser mais econômico e produtivo, o etanol de cana-de-açúcar do Brasil sofre restrições no mercado americano, que produz o biocombustível a base de milho e mantém "certo grau de protecionismo".

O ministro também se referiu às limitações que o setor agropecuário enfrenta como consequência da valorização do real frente ao dólar.

Segundo Rossi, apesar de "ganhar em produção, o Brasil perde na comercialização internacional" pela valorização de sua moeda frente ao dólar.

O Brasil exportou US$ 68 bilhões em produtos agropecuários entre julho do ano passado e junho de 2010, número que não chega a bater o recorde de 2008 (julho de 2007 e junho de 2008), com US$ 71,9 bilhões.

"O clima e o preço de produtos como o café e a soja são fatores que não podemos controlar, mas em um ano normal nós passaríamos esse recorde de exportação", explicou Rossi.

A agropecuária constitui 26% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro e 42% de suas exportações, que têm 215 países como destino.

O ministro destacou igualmente que a agropecuária brasileira e o respeito ao meio ambiente não são incompatíveis e que "o Brasil é o único país que tem as condições de duplicar a produção agrícola sem cortar uma árvore".

O país investiu R$ 2 bilhões na criação do programa de Agricultura de Baixo Carbono (ABC), dirigido a recuperar terras rurais degradadas e a integrar a agricultura e as áreas florestais.

Além disso, Rossi enfatizou a necessidade de apoiar a agricultura familiar, já que "uma porcentagem dessa produção em pequena escala contribui consideravelmente na agricultura do país, sobretudo no norte".

"A complementação entre os dois tipos de agricultura (familiar e empresarial) permitiu uma redução dos problemas sociais (em zonas rurais)", comentou.

Veja mais do agronegócio

Siga as últimas notícias de Economia no Twitter

 

Últimas Notícias

Ver mais
Após mortes em Gaza, UE descongela € 50 milhões em fundos para agência da ONU
Mundo

Após mortes em Gaza, UE descongela € 50 milhões em fundos para agência da ONU

Há um dia

Europa tem pior temporada de balanços desde a pandemia
seloMercados

Europa tem pior temporada de balanços desde a pandemia

Há um dia

Transição energética e guerra viram pedra no sapato das siderúrgicas da Europa
ESG

Transição energética e guerra viram pedra no sapato das siderúrgicas da Europa

Há 2 dias

PWC: 69% dos CEOs do agronegócio estão otimistas com crescimento da economia
EXAME Agro

PWC: 69% dos CEOs do agronegócio estão otimistas com crescimento da economia

Há 2 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais