Economia

Estoques de aço na China atingem nível recorde

Resultado reflete a baixa demanda que tem forçado cortes de produção da commodity


	Siderúrgica na China: média da produção diária de aço bruto na China foi de 2,064 milhões de toneladas entre 11 e 20 de março
 (REUTERS/China Daily)

Siderúrgica na China: média da produção diária de aço bruto na China foi de 2,064 milhões de toneladas entre 11 e 20 de março (REUTERS/China Daily)

DR

Da Redação

Publicado em 27 de março de 2013 às 10h12.

Cingapura - Os estoques de produtos de aço em grandes usinas siderúrgicas chinesas subiram a um recorde próximo a 15 milhões de toneladas em meados de março, segundo dados da indústria divulgados nesta quarta-feira, refletindo a baixa demanda que tem forçado cortes de produção.

A média da produção diária de aço bruto na China foi de 2,064 milhões de toneladas entre 11 e 20 de março, 1 por cento abaixo do período de dez dias anterior, com os inventários de produtos de aço em grandes siderúrgicas subindo a 14,52 milhões de toneladas, de acordo com dados da Associação de Ferro e Aço da China (Cisa).

A última estimativa de inventário superou o recorde anterior de 12,968 milhões de toneladas alcançado em meados de fevereiro, quando a demanda estava baixa devido ao feriado do Ano Novo Lunar.

"O mercado em geral ainda continua fraco, com lenta recuperação na demanda, enquanto operadores não se mostram interessados em fazer encomendas, deixando estoques de aço recordes nas usinas", disse Hu Yanping, analista da consultoria Custeel.com.

A produção diária de aço bruto na China atingiu um recorde de 2,21 milhões de toneladas em média em fevereiro, já que as siderúrgicas aceleraram a produção na esperança de que a demanda passaria pelo usual aumento a partir de março, quando a construção civil retorna após uma pausa no inverno.

Mas a demanda ainda não se recuperou desde o feriado do Ano Novo Lunar. O estoque de produtos de aço na mão de operadores atingiu 22,51 milhões de toneladas até 15 de março, mostraram dados da consultoria Mysteel.

Os estoques caíram pela primeira vez em 14 semanas na semana passada, mas em menos de 500 mil toneladas, de acordo com a Mysteel.

Acompanhe tudo sobre:acoÁsiaChinaCommodities

Mais de Economia

Alckmin destaca compromisso do governo com o arcabouço fiscal

Haddad diz que Brasil é uma “encrenca”, mas que tem potencial de ser “grande”

Brasil está pronto para acordo Mercosul e União Europeia, diz Lula

Nova presidente da Petrobras troca três dos oito diretores da estatal

Mais na Exame