Economia

Economia da Alemanha encolhe 2,2% no 1º tri com crise do coronavírus

A queda é a maior registrada desde o primeiro trimestre de 2009 e com perdas registradas em dois trimestres seguidos, a Alemanha entrou em recessão técnica

Alemanha: em relação ao mesmo período de 2019, o PIB sofreu contração de 2,3% (Bernhard Lang/Getty Images)

Alemanha: em relação ao mesmo período de 2019, o PIB sofreu contração de 2,3% (Bernhard Lang/Getty Images)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 15 de maio de 2020 às 06h16.

O Produto Interno Bruto (PIB) da Alemanha encolheu 2,2% no primeiro trimestre de 2020 ante o quarto trimestre do ano passado, diante do violento impacto econômico da pandemia de coronavírus, segundo dados preliminares com ajustes sazonais publicados hoje pela Destatis, a agência de estatísticas do país. A queda é a maior registrada desde o primeiro trimestre de 2009, mas analistas consultados pelo The Wall Street Journal previam redução ainda mais acentuada do PIB alemão, de 2,5%.

Em relação a igual período de 2019, o PIB da maior economia europeia sofreu contração de 2,3% entre janeiro e março. Também neste caso, a projeção do mercado era de recuo de 2,5%.

A Destatis também revisou o PIB alemão do quarto trimestre ante o terceiro trimestre de 2019, de estável para declínio de 0,1%. Com perdas acumuladas em dois trimestres seguidos, a economia da Alemanha entrou em recessão técnica.

Acompanhe tudo sobre:AlemanhaCoronavírusCrise econômicaPIB

Mais de Economia

Mercado financeiro espera por manutenção da taxa Selic nesta quarta, 19

Haddad diz que terá reunião com Pacheco nesta semana para discutir dívida dos estados

Senado aprova novas regras paras os seguros, e texto segue para a Câmara

RS e BNDES negociam parceria estratégica sobre desastres ambientais

Mais na Exame