Economia

CPI: inflação nos EUA recua para 0,3% em abril; taxa anual fica em 3,4%

Índice de preços ao consumidor havia avançado 0,4% no mês anterior

Wall St, em Nova York (Spencer Platt/Getty Images)

Wall St, em Nova York (Spencer Platt/Getty Images)

Rafael Balago
Rafael Balago

Repórter de macroeconomia

Publicado em 15 de maio de 2024 às 09h59.

Última atualização em 15 de maio de 2024 às 10h11.

O CPI (Índice de Preços ao Consumidor) dos Estados Unidos subiu 0,3% em abril, informou nesta quarta, 15, o Departamento de Estatísticas do Trabalho. Houve desaceleração em relação a março, quando o indicador avançou 0,4%.

Nos últimos 12 meses, a taxa subiu 3,4%. Em março, estava em 3,5%. O núcleo do CPI, que exclui comida e energia, também subiu 0,3%.

A alta de preços em abril foi mais forte nos setores de habitação e gasolina. Este último item subiu 2,8% no mês passado, em meio à alta do petróleo no mercado internacional em abril.

"Os dados recentes sobre o varejo indicam uma atividade fraca, com um recuo de 0,6% em abril. Esta tendência, aliada à desaceleração da inflação, provavelmente deve impulsionar as expectativas do mercado para mais cortes de juros no futuro próximo", avalia Gustavo Cruz, estrategista-chefe da RB Investimentos.

A inflação nos EUA chegou a 9,1% ao ano em junho de 2022, na esteira da crise gerada pela pandemia. A queda no índice, no entanto, teve uma estagnação nos últimos meses, com o indicador oscilando na faixa de 3,5% ao ano. A meta do Fed, o banco central americano, é trazer a inflação para 2%.

A demora na queda da inflação faz com que o Fed mantenha os juros mais altos nos EUA. Essa situação atrai mais capitais ao país e afeta os outros países, como o Brasil, que passam a ter mais dificuldade para captar recursos. A alta nos juros americanos também influencia a queda na taxa de juros do Brasil.

Acompanhe tudo sobre:InflaçãoEstados Unidos (EUA)

Mais de Economia

Prévia do PIB: IBC-Br recua 0,32% em março, mas termina 1º trimestre com alta de 1,08%

Seu dinheiro ainda está no passado?

China estuda comprar imóveis abandonados para amenizar crise imobiliária

Bastidores: Costa e Mercadante foram cotados para Petrobras, mas perfil técnico de Magda prevaleceu

Mais na Exame