Corte de imposto sinaliza apoio da China à indústria e pequena empresa

As medidas reduzir a carga tributária para as companhias chinesas e estrangeiras em mais de 400 bilhões de yuans (US$ 64 bilhões) neste ano

Pequim - O Conselho Estatal da China, o gabinete de governo do país, revelou nesta quarta-feira um plano de redução de impostos para apoiar o setor manufatureiro e as pequenas empresas.

A partir de maio, o imposto sobre valor agregado para as fábricas será reduzido de 17% para 16%, segundo comunicado publicado no principal site do governo central.

O mesmo tributo para os setores de transportes, construção e telecomunicações, entre outros, será cortado de 11% para 10%, de acordo com a nota oficial.

As medidas somadas devem reduzir a carga tributária para as companhias chinesas e estrangeiras em mais de 400 bilhões de yuans (US$ 64 bilhões) neste ano, segundo o comunicado.

O plano é consistente com um relatório entregue pelo premiê Li Keqiang na reunião anual legislativa, concluída neste mês. Li disse no documento que o governo pretende reduzir a carga tributária para companhias e pessoas físicas em mais de 800 bilhões de yuans neste ano. Fonte: Dow Jones Newswires.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.