Acompanhe:

O governo de São Paulo vai iniciar na próxima semana uma série de 13 leilões para concessões, desestatizações e parcerias ao longo deste ano com investimentos estimados em R$ 120 bilhões. No dia 29, o Trem Intercidades Eixo Norte, que ligará São Paulo a Campinas, será o primeiro projeto a ser leiloado pelo estado em 2024.

O Trem Intercidades será implementado por meio de parceria público-privada (PPP), com investimento previsto de R$ 13,5 bilhões. O governo estima que o projeto beneficiará cerca de 15 milhões de pessoas em 11 municípios, gerando mais de 10,5 mil empregos, entre diretos, indiretos e induzidos.

A previsão é que, em 2031, composições com capacidade para cerca de 800 passageiros em assentos marcados estejam completando o percurso de 101 quilômetros em pouco mais de uma hora, a uma velocidade de até 150 quilômetros por hora, com uma única parada em Jundiaí.

O novo sistema promete melhorar e ampliar a mobilidade entre as regiões metropolitanas de São Paulo, com serviço expresso entre a estação Barra Funda, na capital, e Campinas, e uma parada em Jundiaí.

O projeto incluirá um serviço expresso, com três estações, entre a capital e o município campineiro. O empreendimento também contempla a implantação do Trem Intermetropolitano, entre Campinas e Jundiaí, e a concessão da Linha 7-Rubi da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).

Qual será o preço do trem entre São Paulo e Campinas?

O custo máximo por passageiro será de R$ 64. Atualmente, uma passagem rodoviária entre as duas cidades — que leva mais tempo — custa R$ 41.

A concessionária poderá oferecer modalidades de assentos diferentes com preços distintos, desde que transporte 800 passageiros por viagem durante a hora de pico.

CPTM, Sabesp e Túnel Santos-Guarujá serão outros projetos

Além do Trem Intercidades, a gestão Tarcísio tem outros 12 projetos para leilão neste ano. Na área de rodovias, o lote do Litoral Paulista vai a leilão no dia 16 de abril. A licitação do túnel imerso Santos-Guarujá, em parceria com o governo Lula, e dos lotes rodoviários Nova Raposo, Rota Sorocabana e Lote Paranapanema também estão programadas para esse ano. Também está previsto a concessão das Linhas 11, 12 e 13 da CPTM.

A privatização da Sabesp, principal projeto do governo, está em fase de consulta pública e deve ser concluída até o meio de 2024. A Empresa Metropolitana de Águas e Energia (Emae) também deve ser desestatização.

O governo planeja também propor uma PPP para construção, manutenção dos prédios e operação de serviços não pedagógicos de 33 novas escolas. A concessão de serviços lotéricos estaduais é outro projeto previsto para 2024, como nova fonte de recursos para financiamento de políticas públicas. O estado também vai leiloar a concessão da construção de moradias na região central da capital – o projeto prevê mais de 5,5 mil moradias nos três primeiros anos.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Aliados de Nunes dizem que filiação de Aldo Rebelo ao MDB dificulta sua indicação para vice
Brasil

Aliados de Nunes dizem que filiação de Aldo Rebelo ao MDB dificulta sua indicação para vice

Há um dia

Aldo Rebelo troca PDT por MDB e mira vice de Ricardo Nunes
Brasil

Aldo Rebelo troca PDT por MDB e mira vice de Ricardo Nunes

Há um dia

Após novo apagão, Enel restabelece energia na região do Mercadão de SP
Brasil

Após novo apagão, Enel restabelece energia na região do Mercadão de SP

Há um dia

Se Enel SP ‘permanecer inerte’, podemos recomendar intervenção, diz diretor-geral da Aneel
Brasil

Se Enel SP ‘permanecer inerte’, podemos recomendar intervenção, diz diretor-geral da Aneel

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais