Cidade espanhola vai plantar maconha para fugir da crise

Cidade de Rasquera, na Catalunha, firmou um acordo de 1,3 milhões de euros na última semana para plantar a erva para associação de consumidores de maconha

São Paulo – Uma pequena cidade na Espanha encontrou um caminho inusitado para tentar sair da crise: plantar maconha no seu quintal.

A cidade de Rasquera, na Catalunha, firmou um acordo de 1,3 milhão de euros na última semana com a Associação de Autoconsumo de Maconha de Barcelona (ABCDA, na sigla em espanhol) para cultivar a erva para o consumo de seus mais de 5 mil associados.

O conselho da prefeitura aprovou a medida como parte de um pacote de recursos para combater os efeitos da crise econômica mundial na cidade.

A área reservada à plantação será de sete hectares – o equivalente a 10 campos de futebol.

A associação faz parte de um movimento de clubes de usuários de maconha que ganha força na Espanha. Os usuários alegam que se plantar para o consumo próprio não é crime, não há nada de ilegal em criar uma associação com estes fins.

O acordo vai gerar 40 empregos – o que corresponde a 5% da população local – e deve ajudar a quitar as dívidas de 1,3 milhão de euros da cidade, que já estuda fazer acordos com outras associações do gênero.

Representantes do do governo declararam à imprensa espanhola que este tipo de plantação é contra a lei e que promotores vão investigar o caso e intervir assim que possível.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.