Acompanhe:

A China protestou contra decisão da União Europeia (UE) de punir quatro empresas chinesas como parte de sua 13ª rodada de sanções impostas à Rússia, segundo a agência de notícias estatal Xinhua.

"Trata-se de sanções unilaterais e de jurisdição de longo alcance sem base no direito internacional, nem mandato do Conselho de Segurança das Nações Unidas", afirmou o Ministério do Comércio chinês, em comunicado divulgado nesta segunda-feira.

"Esse ato vai contra o espírito de consenso alcançado durante reuniões de líderes chineses e da UE e terá um impacto negativo nas relações econômicas e comerciais" dos dois lados, diz o comunicado.

Parceria estratégica

O ministério também pediu ao bloco europeu que leve em consideração os interesses gerais da parceria estratégica entre China e UE e "pare de colocar empresas chinesas em listas negras de forma incondicional", de acordo com a Xinhua.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Dirigentes do Banco Central Europeu sinalizam possibilidade de corte de juros em junho
Economia

Dirigentes do Banco Central Europeu sinalizam possibilidade de corte de juros em junho

Há 15 horas

Tensões no Oriente Médio, juros na China e prévia da Eztec: os assuntos que movem o mercado
seloMercados

Tensões no Oriente Médio, juros na China e prévia da Eztec: os assuntos que movem o mercado

Há 20 horas

China: Banco do Povo mantém juros de linha de empréstimos de médio prazo (MLF) de 1 ano em 2,5%
Economia

China: Banco do Povo mantém juros de linha de empréstimos de médio prazo (MLF) de 1 ano em 2,5%

Há 21 horas

Produção industrial da zona do euro sobe 0,8% em fevereiro ante janeiro
Economia

Produção industrial da zona do euro sobe 0,8% em fevereiro ante janeiro

Há 21 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais