China abre mercado para leite em pó e queijos brasileiros, diz governo

A habilitação acontece em um momento em que o Brasil aguarda a autorização para dezenas de unidades exportadoras de carnes

São Paulo — A China abriu o mercado para lácteos brasileiros e habilitou 24 estabelecimentos do Brasil para exportação de produtos como leite em pó e queijos, de acordo com o Ministério da Agricultura nesta terça-feira (23).

A habilitação dos chineses acontece em um momento em que o país aguarda a autorização para dezenas de unidades exportadoras de carnes pela China.

Em nota, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse que a abertura do mercado lácteo impulsionará a cadeia produtiva do leite, que está em dificuldades, segundo ela.

De acordo com o ministério, a certificação estava acordada com a China desde 2007, mas não havia nenhuma planta brasileira habilitada a exportar desde então.

O ministério destacou que o Brasil produz 600 milhões de toneladas de leite, enquanto China importa 800 milhões de toneladas, "200 milhões de toneladas a mais do que produzimos".

Entre os produtos que poderão ser exportados estão não fluidos, como leite em pó, queijos e leite condensado.

Com a habilitação dos estabelecimentos, a expectativa é o setor exportar 4,5 milhões de dólares em queijos, estima a Viva Lácteos, segundo informação citada pelo ministério. Em 2018, os chineses importaram 108 mil toneladas em queijos, conforme a entidade.

Já as exportações brasileiras de queijos cresceram 65,2% nos últimos três anos, afirmou a nota.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.