Discurso de Bolsonaro em Davos será curto e "passou por vários ministros"

"Estamos querendo mostrar que o Brasil mudou. O nosso objetivo é apresentar novo Brasil que chega com o nosso governo" - disse o presidente

São Paulo - O presidente Jair Bolsonaro disse nesta segunda-feira (21), em Davos, na Suíça, que o discurso que vai fazer amanhã no Fórum Econômico Mundial será "objetivo, curto e direto" e vai abordar a necessidade de se fazer comércio "sem viés ideológico".

"Tocaremos nestes pontos que eu falei aqui. O discurso foi feito e corrigido, por assim dizer, por vários ministros", afirmou o presidente, em uma rápida conversa com a imprensa. "Estamos querendo mostrar que o Brasil mudou. O nosso objetivo é apresentar novo Brasil que chega com o nosso governo."

O presidente disse que o Brasil está tomando medidas para que o mundo "restabeleça confiança em nós" e para que os negócios "voltem a florescer sem viés ideológico".

Bolsonaro afirmou também que a questão das privatizações tem sido debatida com o ministro da Economia, Paulo Guedes. "Tenho certeza que faremos boas privatizações", disse.

Ele disse ainda que a ideia é ampliar o comércio do Brasil com outros países, especialmente pela questão do agronegócio.

O presidente evitou fazer comentários mais detalhados sobre a crise na Venezuela. "A Venezuela está com problemas e não é de hoje, e nós esperamos que rapidamente mude o governo lá", disse.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 9,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.