BC da Rússia corta taxa básica de juros em 1%

O banco central prevê que a inflação anual no país caia para 9% em março de 2016 e caminhe para a meta de 4% em 2017

São Paulo - O Banco Central da Rússia cortou a taxa básica de juros em 1 ponto porcentual, de 15% para 14%, e destacou que "os riscos ainda estão inclinados a um esfriamento mais significativo da economia".

A taxa de recompra passou de 16% para 15% e a taxa de depósitos diminuiu de 14% para 13%.

"Essa decisão vai contribuir para a redução dos riscos sem impor ameaça adicional de pressão inflacionária mais alta", afirmou a instituição em comunicado.

O banco central prevê que a inflação anual no país caia para 9% em março de 2016 e caminhe para a meta de 4% em 2017. "À medida que os riscos de inflação diminuírem, o Banco da Rússia estará pronto para continuar cortando a taxa básica", diz o comunicado.

A inflação anual está em 16,7% no país e, segundo o banco central, é gerada principalmente por fatores ligados à oferta, como a depreciação do rublo e as restrições ao comércio exterior - relacionadas às sanções impostas à Rússia por governos do Ocidente em razão do conflito na Ucrânia. "Esse impacto é de curto prazo e será exaurido antes do fim de 2015", afirmou a instituição. A próxima reunião do Banco Central da Rússia está marcada para 30 de abril.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.