Banco Mundial dobra ajuda de emergência às Filipinas

A instituição vai desbloquear 480 milhões de dólares, que se somarão aos 500 milhões que já foram anunciados no início da semana

Washington - O Banco Mundial anunciou nesta sexta-feira que dobrou sua ajuda de emergência para as Filipinas, arquipélago duramente atingido pelo tufão Haiyan, e a elevou a quase 1 bilhão de dólares.

A instituição vai desbloquear 480 milhões de dólares, que se somarão aos 500 milhões que já foram anunciados no início da semana, ante a catástrofe que deixou mais de 5.200 mortos no arquipélago há duas semanas, segundo um comunicado.

"Levando-se em conta a amplitude das necessidades, as operações de auxílio, de restabelecimento e de reconstrução levarão tempo", explicou o presidente do Banco Mundial, Jim Yong Kim, prometendo o apoio de sua entidade "pelo tempo que for necessário".

Os novos fundos devem permitir financiar imediatamente infraestruturas locais como estradas, escolas e clínicas, declarou o comunicado.

Sem contar com esta nova contribuição do Banco Mundial, as Filipinas receberam até agora de instituições multilaterais 1 bilhão de dólares em ajuda de emergência.

As Nações Unidas, por sua vez, lançaram um apelo aos seus países-membros para arrecadar 301 milhões de dólares.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também