A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Argentina anuncia pagamento aos holdouts a partir de 31/12

O país começará a pagar os bônus nas mãos dos credores que rejeitaram a renegociação da dívida

Buenos Aires - A Argentina começará a pagar os bônus nas mãos dos credores que rejeitaram a renegociação da dívida a partir de 31 de dezembro, anunciou nesta terça-feira a presidente Cristina Kirchner.

"Em 31 de dezembro depositaremos 100 milhões de dólares em favor dos 'holdouts', correspondentes ao Bônus Discount", disse Kirchner em um discurso no Palácio de Governo.

Segundo a presidente, o primeiro pagamento aos "holdouts" que se realiza desde o "default" de 2001 se fará "com base na lei aprovada pelo Congresso" e cujo propósito é honrar 100% da dívida.

Os "holdouts" respondem por apenas 7% da dívida, já que 93% dos credores aderiram à renegociação e estavam recebendo de forma normal até a decisão de um juiz federal dos Estados Unidos de bloquear 539 milhões de dólares da parcela depositada em um banco de Nova York.

O bloqueio foi decretado após a negativa da Argentina de pagar aos fundos especulativos 100% da dívida de 1,330 bilhão de dólares.

A Argentina depositou nesta terça-feira 161 milhões de dólares da parcela seguinte da dívida renegociada, mas o fez em um banco de Buenos Aires em razão do bloqueio em Nova York.

A decisão deixou os credores em um impasse, diante da decisão judicial em Nova York e da disponibilidade do dinheiro em Buenos Aires, ao qual têm direito pelo acordo de troca da dívida.

A Argentina argumenta que não pode pagar 1,330 bilhão de dólares aos "holdouts" devido à cláusula de equidade entre os credores prevista no acordo de renegociação da dívida, mas tal impedimento vence em janeiro de 2015.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também