Argentina anuncia nova rodada de controle cambial em meio à crise

Nova medida exige que qualquer pessoa que compre moeda estrangeira se comprometa a esperar pelo menos 5 dias antes de utilizá-la na compra de títulos

Buenos Aires — O banco central da Argentina anunciou na quarta-feira novas medidas de controle cambial, num esforço para domar a especulação e impedir uma espiral de crise de dívida na terceira maior economia da América Latina.

A nova medida exige que qualquer pessoa que compre moeda estrangeira se comprometa a esperar pelo menos cinco dias antes de utilizá-la na compra de títulos.

Pelas regras anteriores, um comprador poderia usar a moeda estrangeira para comprar um título e vendê-lo imediatamente a uma taxa de câmbio mais favorável, gerando um lucro rápido de 5% a 7%, disseram operadores.

O governo da Argentina autorizou controles cambiais no início deste mês, uma reviravolta do presidente Mauricio Macri, que antes havia abandonado muitas práticas protecionistas de sua antecessora Cristina Kirchner.

As restrições iniciais limitaram a compra de dólares, com as empresas passando a precisar de permissão do banco central para acessar o mercado de câmbio para comprar moeda estrangeira e fazer transferências para o exterior.

A decisão de Macri de implementar os controles ocorreu depois que o candidato da oposição Alberto Fernández surpreendeu ao vencer as primárias de 11 de agosto.

O choque com o resultado fez com que títulos, ações e a moeda despencassem, com os temores do mercado sobre um possível retorno às políticas intervencionistas do governo anterior de Kirchner.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.