Acompanhe:

Fundo de aposentadoria da Nova Zelândia aloca 5% dos fundos em bitcoin

A aceitação institucional do BTC está aumentando. O KiwiSaver da Nova Zelândia parece ter aumentado a sua exposição ao Bitcoin em outubro de 2020

Modo escuro

Continua após a publicidade
Auckland, na Nova Zelândia (Rudy Balasko/Thinkstock)

Auckland, na Nova Zelândia (Rudy Balasko/Thinkstock)

S
Sam Bourgi, Cointelegraph

Publicado em 26 de março de 2021 às, 14h42.

Última atualização em 26 de março de 2021 às, 16h56.

KiwiSaver Growth Strategy, um plano de aposentadoria de US$ 350 milhões operado pela New Zealand Wealth Funds Management, alocou 5% de seus ativos em bitcoin (BTC), destacando o fluxo constante de investidores institucionais que estão entrando no espaço dos ativos digitais.

As impressionantes semelhanças do bitcoin com o ouro foram citadas como um dos maiores motivos para entrar no comércio, de acordo com James Grigor, diretor de investimentos da New Zealand Funds Management.

“Se você está feliz em investir em ouro, você não pode realmente desconsiderar o bitcoin”, disse ele a Stuff, uma agência de notícias da Nova Zelândia, acrescentando que o BTC será apresentado em mais produtos KiwiSaver nos próximos cinco anos.

Grigor explicou que sua empresa comprou bitcoin pela primeira vez em outubro, quando estava avaliado em US$ 10.000. Para executar a negociação, a New Zealand Fund Management teve que alterar seus documentos de oferta para permitir investimentos em criptomoedas.

O preço do bitcoin atingiu o pico de US$ 61.000 no início deste mês, o que daria ao KiwiSaver um retorno de 6x em apenas cinco meses. Embora o preço do bitcoin tenha moderado na semana passada, o fundo de pensão está com lucros substanciais no investimento em BTC.

Grigor explicou que o KiwiSaver é “construído em sua maioria por meio de classes de ativos tradicionais”, mas observou que “outras oportunidades se apresentam”. No caso do bitcoin, é uma classe de ativos que pode ajudar a "dar às pessoas a melhor aposentadoria que podem obter" por meio de sua composição agressiva.

Embora os fundos de hedge e escritórios familiares tenham adotado firmemente o bitcoin, os fundos de pensão são talvez os mais lentos a adotar a classe de ativos digitais. O crescimento de rampas de acesso institucionais pode ajudar a acelerar a narrativa de adoção.

Nos Estados Unidos, Grayscale observou que os fundos de pensão já estão entrando em ativos digitais. “O tamanho das alocações que eles estão fazendo também está crescendo rapidamente”, disse Michael Sonnenshein, CEO da Grayscale.

Últimas Notícias

Ver mais
Social investing: app com "laboratório" no Brasil quer mudar forma de investir em cripto
Future of Money

Social investing: app com "laboratório" no Brasil quer mudar forma de investir em cripto

Há 11 horas

Por que este banco é o mais recomendado por analistas de outros bancos
seloMercados

Por que este banco é o mais recomendado por analistas de outros bancos

Há 13 horas

Telegram adiciona pagamentos por criptomoeda direto do aplicativo
Tecnologia

Telegram adiciona pagamentos por criptomoeda direto do aplicativo

Há um dia

7 regras de ouro para enfrentar incertezas no mercado de criptomoedas
Future of Money

7 regras de ouro para enfrentar incertezas no mercado de criptomoedas

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais