Finanças pessoais e desenvolvimento pessoal

Como dizem alguns por aí... "O dinheiro é uma métrica"
Por Você e o DinheiroPublicado em 05/04/2018 10:04 | Última atualização em 17/10/2018 15:45Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Você já assinou minha newsletter? Fique por dentro de meus artigos, vídeos e outras publicações. Cadastre-se clicando aqui.

Não vou aqui dar uma de Deng Xiaoping (o falecido líder chinês) e dizer que “enriquecer é glorioso”, mas certamente existe algo mais em “ganhar dinheiro” do que simplesmente o conforto que ele pode nos proporcionar.

Numa sociedade capitalista (ainda que uma sociedade capitalista “disfuncional”, como a nossa...), o dinheiro é, acima de tudo, uma métrica. Sabemos que o dinheiro é algo amoral e que não reconhece mérito. Sabemos também que muitas pessoas ganham dinheiro de forma ilegal ou imoral (ou que engorda...), mas, exceto por esses casos que beiram o crime, quando uma pessoa ganha dinheiro, é um forte indicativo de que ela está gerando algum bem para a sociedade e está sendo reconhecida (financeiramente) por isso.

Então, novamente, a não ser que você se enquadre no já mencionado grupo das pessoas corruptas, criminosas ou que usam práticas moralmente questionáveis, se você está ganhando dinheiro é porque, muito provavelmente, está fazendo alguma coisa “certa” (e está sendo reconhecido por isso).

Se você está ganhando mais dinheiro, é bastante provável que esteja se tornando uma pessoa melhor, em todos os sentidos (e não só “mais rica”). A correlação entre finanças pessoais e desenvolvimento pessoal é claríssima e uma forma de enxergar isso é simplesmente indo a uma grande livraria. Se você procurar por um livro de finanças pessoais, há uma grande chance de que ele não esteja na seção de finanças – e sim na seção de autoajuda...

Então, se você faz parte daquele time que sente “culpa” por ganhar dinheiro, é melhor rever a postura (a não ser que você REALMENTE tenha motivos para sentir culpa...).

Quer receber atualizações deste blog e outros conteúdos por email? Assine minha newsletter clicando aqui.