• AALR3 R$ 20,01 -0.30
  • AAPL34 R$ 70,99 3.76
  • ABCB4 R$ 16,93 1.62
  • ABEV3 R$ 14,23 0.14
  • AERI3 R$ 3,76 -0.53
  • AESB3 R$ 10,81 -1.01
  • AGRO3 R$ 31,09 -1.11
  • ALPA4 R$ 22,80 2.84
  • ALSO3 R$ 19,15 1.59
  • ALUP11 R$ 26,48 -0.08
  • AMAR3 R$ 2,52 -2.70
  • AMBP3 R$ 31,84 -1.58
  • AMER3 R$ 21,57 0.33
  • AMZO34 R$ 3,52 4.14
  • ANIM3 R$ 5,51 -0.72
  • ARZZ3 R$ 83,00 2.13
  • ASAI3 R$ 15,78 -1.93
  • AZUL4 R$ 20,92 -0.14
  • B3SA3 R$ 12,68 2.18
  • BBAS3 R$ 37,07 -1.04
  • AALR3 R$ 20,01 -0.30
  • AAPL34 R$ 70,99 3.76
  • ABCB4 R$ 16,93 1.62
  • ABEV3 R$ 14,23 0.14
  • AERI3 R$ 3,76 -0.53
  • AESB3 R$ 10,81 -1.01
  • AGRO3 R$ 31,09 -1.11
  • ALPA4 R$ 22,80 2.84
  • ALSO3 R$ 19,15 1.59
  • ALUP11 R$ 26,48 -0.08
  • AMAR3 R$ 2,52 -2.70
  • AMBP3 R$ 31,84 -1.58
  • AMER3 R$ 21,57 0.33
  • AMZO34 R$ 3,52 4.14
  • ANIM3 R$ 5,51 -0.72
  • ARZZ3 R$ 83,00 2.13
  • ASAI3 R$ 15,78 -1.93
  • AZUL4 R$ 20,92 -0.14
  • B3SA3 R$ 12,68 2.18
  • BBAS3 R$ 37,07 -1.04
Abra sua conta no BTG

O príncipe, a ameba e a Constituinte

Na visão do príncipe Luiz Philippe de Orleans e Bragança, o PSL ainda precisa definir sua cara e suas bandeiras
Luiz Philippe de Orleans e Bragança: ele quer uma Constituição feita por “notáveis”, proposta semelhante à do general Hamilton Mourão (Exame/Germano Lüders)
Luiz Philippe de Orleans e Bragança: ele quer uma Constituição feita por “notáveis”, proposta semelhante à do general Hamilton Mourão (Exame/Germano Lüders)
Por Primeiro LugarPublicado em 25/10/2018 05:39 | Última atualização em 26/10/2018 16:18Tempo de Leitura: 2 min de leitura

O príncipe Luiz Philippe de Orleans e Bragança, eleito deputado federal pelo PSL, o mesmo partido de Jair Bolsonaro, tem uma definição curiosa para a legenda: “Uma ameba”. Na visão dele, o partido ainda precisa definir sua cara e suas bandeiras.

No ano que vem, o PSL será a segunda maior bancada da Câmara, com 52 deputados — além de quatro senadores. Até agora, segundo o futuro deputado, o que uniu a todos na legenda foi um sentimento “anticomunista” e o respeito a Bolsonaro. As diretrizes econômicas e políticas do partido fazem os congressistas pesselistas baterem cabeça. Uma bandeira levantada por algumas alas do partido, nas quais ele se inclui, é uma reforma na Constituição.

Orleans e Bragança, visto como um possível ministro das Relações Exteriores, defendeu a EXAME uma nova Constituição feita por “notáveis” — proposta semelhante à do vice de Bolsonaro, o general Hamilton Mourão (PRTB).

Para o descendente da realeza brasileira, “pessoas de bem” e sem ligação com partidos deveriam encabeçar a reforma. Mas quem seriam essas pessoas de bem? “Pessoas como eu, mas eu não, pois não poderia participar por estar ligado ao PSL”, diz o príncipe, que rechaça a inclusão de qualquer representante da esquerda na eventual Constituinte. “Todos acreditam que há um esgarçamento dessa Constituição. O Bolsonaro não quer entrar nessa questão agora por causa da eleição, e eu concordo com ele.”