O que é o viés de disponibilidade e por que é importante conhecê-lo?

No mercado financeiro, a tomada de decisão informada é uma condição relevante para o sucesso dos investidores.
 (Richard Drury/Getty Images)
(Richard Drury/Getty Images)
Por Palavra do AdvisorPublicado em 28/03/2022 20:26 | Última atualização em 28/03/2022 20:26Tempo de Leitura: 4 min de leitura

No entanto, existe uma tendência natural do cérebro buscar atalhos na hora de fazer escolhas — um desses caminhos é o viés de disponibilidade.

Ele é estudado como parte das finanças comportamentais e pode afetar os resultados obtidos ao investir.

Descubra o que é este viés e saiba o que o torna tão relevante nos investimentos!

O que é viés cognitivo?

A tomada de decisão pelo cérebro humano dificilmente acontece de maneira estritamente racional. Ainda que de modo inconsciente, é bastante comum que as emoções influenciem nas escolhas. Em muitas situações, isso ocorre porque a mente busca meios de pensar rápido e “automatizar” certas decisões.

Esse processo que envolve a aceleração das escolhas e a influência das emoções dá origem aos vieses cognitivos.

O que é o viés de disponibilidade?

Depois de conhecer o que é o viés cognitivo, é importante saber que. entre as possibilidades, está o viés de disponibilidade.

Quanto maior for a disponibilidade da informação, maior é a tendência de ela ser associada a uma decisão.

Além disso, provavelmente a informação lembrada com menor dificuldade terá um peso maior na escolha. Como consequência, memórias recentes podem ser mais relevantes, já que elas são acessadas com menos esforço pelo nosso cérebro.

O problema é que nem sempre os dados são relevantes para a decisão em questão. Com isso, esse viés comportamental pode induzir uma pessoa ao erro, apesar de a decisão parecer informada e, até mesmo, correta.

Um exemplo muito comum envolve o reino animal. Se uma pessoa for perguntada qual é o ser mais mortal para humanos, é provável que a resposta envolva tubarões, cobras, aranhas ou leões.

Isso acontece porque há diversas obras de ficção voltadas para o poder letal dos animais e também pela projeção que é dada a ataques realizados por eles. No entanto, os mosquitos são os mais fatais para humanos, pois podem transmitir uma grande variedade de doenças.

Perceba, então, como esse viés pode levar a pensamentos equivocados, mesmo que eles pareçam certos e lógicos.

 Como esse viés ocorre nos investimentos?

Pense em uma pessoa que deseja fazer o investimento em ações e está na dúvida sobre comprar as ações da empresa X.

Nesse momento, o investidor se lembra de que viu notícias sobre a alta do Ibovespa, por exemplo. Pela heurística de disponibilidade, isso pode fazê-lo acreditar que é um bom período para investir na bolsa — ainda que a notícia não faça referência específica à empresa.

O viés também age após o investimento ter sido realizado, em um momento de decisão ou rebalanceamento. Uma pessoa pode ter as ações de uma empresa Y na carteira. Ao notar que a companhia Z, do mesmo setor, sofreu uma queda, o investidor pode se precipitar e vender os seus papéis.

O problema é que, na verdade, a queda pode acontecer por um problema da companhia e não do mercado. Nesse caso, o movimento leva ao desperdício de lucros que poderiam ser obtidos com a empresa Y.

É importante perceber que esse viés não é igual à heurística de representatividade, por exemplo. No caso do atalho mental voltado para a representatividade, a informação utilizada pelo cérebro envolve alguma experiência passada do investidor ou outros elementos do seu repertório individual.

Por que é necessário conhecer o viés de disponibilidade?

Como profissional do mercado financeiro, é especialmente relevante saber quais são os quadros que podem afetar a tomada de decisão do investidor. Desse modo, saber como funciona o viés de disponibilidade permite identificar esse tipo de comportamento.

Ao notar que um cliente está propenso a tomar decisões com base na informação mais disponível e fácil de acessar, é possível orientá-lo sobre como a análise deve ser feita de maneira mais acertada. Assim, os investidores podem tomar decisões mais eficientes e verdadeiramente informadas.

O entendimento do viés também pode ajudar sua presença no mercado, de modo geral. Ao se tornar mais consciente dessa forma de pensar, você pode evitar os impactos da heurística em sua atuação. Logo, há como prestar um atendimento otimizado para os clientes.

Como ajudar os investidores a evitarem esse viés?

Agora você sabe o que é o viés de disponibilidade e como ele pode interferir nos resultados de quem investe. Com essas informações, podemos apoiar nossos clientes, evitando que eles usem esse atalho mental sem perceber, prejudicando a sua tomada de decisão.

Quer saber mais sobre comportamentos e seus impactos nos investimentos? Continue acessando os insights exclusivos produzidos pelo BTG Pactual Advisors.