Impressão em 3D mudando a arquitetura e a engenharia

Impressão 3D utiliza diferentes materiais para imprimir objetos em três dimensões, sendo uma vertente da indústria 4.0
 (Divulgação/EXAME.com/Divulgação)
(Divulgação/EXAME.com/Divulgação)
C
Cris Arcangeli — Empreender Liberta

Publicado em 16/06/2022 às 06:00.

Última atualização em 20/06/2022 às 13:40.

Por Cris Arcangeli

Quando falo sobre Inovação, falo principalmente de novas tecnologias que transformam a vida das pessoas, que trazem benefícios sociais e humanos e que possam abranger várias áreas essenciais no nosso dia a dia. Uma das mais instigantes é a impressão 3D, que utiliza diferentes materiais para imprimir objetos em três dimensões e que é uma vertente da indústria 4.0, que vem transformando processos de fabricação e produção de vários setores como, por exemplo, na Engenharia e na Arquitetura, como mostro em alguns exemplos abaixo.

De protótipos conceituais e projetos de construção – Recentemente a impressão em 3D vem tornando viáveis inúmeros projetos arquitetônicos. Uma das primeiras empresas que obteve resultados com esta inovação tecnológica foi a chinesa WinSun, que em 2013 conseguiu imprimir 10 casas em um período de 24 horas. Um dia!

Isso mostra que uma área onde a impressão 3D tem grande potencial é a de habitações de interesse social, devido à possibilidade de custos mais baixos, prazos menores de execução, rapidez na impressão e uma menor margem de erros, algumas vantagens essenciais para se construir residências que custem menos, sem o comprometimento da qualidade de construção.

Ao mesmo tempo, os responsáveis por este tipo de tecnologia vêm trabalhando na qualidade da estética destes complexos residenciais, para não sacrificar o design devido à redução de custos ou à velocidade da execução das obras. A boa notícia é que é possível uniformizar e integrar ainda mais a automação no processo de construção civil, criando projetos esteticamente interessantes. Uma prova disso é que até 2025, um quarto dos prédios em Dubai deverão ser construídos a partir desta tecnologia.

Uma escola inteira em 18 horas – Não pense que a impressão 3D só pode ser usada em grandes empreendimentos. Uma empresa britânica chamada CDC utilizou este método para apresentar a primeira escola impressa em 3D do mundo, construída no distrito de Salima, em Malaui, num período de apenas 18 horas.  É uma velocidade recorde para um edifício com durabilidade, espaço e design que os alunos jamais poderiam ter antes.

O grupo CDC atua no atendimento de necessidades de infraestrutura na África e pretende ampliar o uso desta tecnologia na região em conjunto com o grupo franco-suíço Lafarge-Holcim, para construir casas, escolas e equipamentos sociais a preços acessíveis para o mercado africano.

Esses projetos devem unir a impressão 3D na execução das paredes com trabalho qualificado local, para o processo de instalação de portas, janelas, telhados e outros complementos. Ou seja, também vai contribuir com a criação de empregos e a formação de mão de obra qualificada em zonas bastante necessitadas da África.

E a ponte de aço? – Quem caminha ao longo do canal Oudezijds Achterburgwal, em Amsterdã, se depara com uma ponte de aço que se integra completamente às características arquitetônicas locais. Mas poucos sabem que essa é a primeira ponte de aço impressa em 3D no mundo, que levou somente seis meses para ser concluída e está sendo utilizada enquanto a ponte original passa por um processo de renovação.

Com quase 12 metros de comprimento, a ponte é composta por 4.500 quilos de aço inoxidável e teve sua estrutura amplamente testada durante todo o processo de impressão, para garantir sua capacidade de suportar o tráfego de pedestres e ciclistas.  A ponte está equipada com múltiplos censores, que recolhem dados sobre tensão e vibração à medida em que é utilizada sob várias condições meteorológicas. Estes dados vão sendo incluídos numa réplica digital, o que facilitará uma análise do comportamento do aço impresso em 3D para eventuais manutenções ou modificações a até mesmo para futuros projetos de construção de maior dimensão.

Esses exemplos mostram que, como eu sempre digo, o melhor da inovação e da tecnologia é o seu poder de melhorar a qualidade de vida de todas as pessoas. Por isso foco meu trabalho no empreendedorismo e na capacitação de pessoas que sejam capazes de mudar o mundo, nem que seja em pequenas doses. Porque é na soma destas pequenas doses que conseguimos grandes resultados.