Encontre seu nicho e transforme seu e-commerce

"Não é fácil encontrar um nicho para chamar de seu. Principalmente em uma era de e-commerces cada vez mais generalistas"
E-commerce: muitas vezes é difícil em apostar na venda para apenas um grupo de pessoas. (Getty Images/Getty Images)
E-commerce: muitas vezes é difícil em apostar na venda para apenas um grupo de pessoas. (Getty Images/Getty Images)
Por Bora VarejoPublicado em 25/10/2021 18:25 | Última atualização em 27/10/2021 15:10Tempo de Leitura: 3 min de leitura

Por Alfredo Soares

Não é fácil encontrar um nicho para chamar de seu. Principalmente em uma era de e-commerces cada vez mais generalistas, da Magalu até Amazon, muitas vezes é difícil em apostar na venda para apenas um grupo de pessoas. É uma estratégia arriscada, mas se bem feita, traz resultados muito interessantes para a varejista.

Vamos conversar hoje com Fabiola Schitz Meurer Silva, fundadora da Super Cacheada, que vende produtos apenas para cabelos cacheados – concorrendo com o varejo online generalista, cabelereiros e com o físico. Os resultados tem sido excelentes, e muitas das consumidoras da Super Cacheada são extremamente fiéis por conta de sua aposta no nicho e do seu cuidado em prestar o melhor serviço para quem tem cabelos cacheados. Confira:

1 – Como se adaptar para vender específico a um nicho de mercado?

Acredito que o principal ponto é você entender profundamente os desejos do seu público, suas dores e alegrias. Quando há a experiência pessoal, torna mais fácil essa adaptação do nicho. Seguindo a premissa de se eu ofertar para o meu cliente produtos e soluções que são úteis e fundamentais para o meu dia a dia, as chances são maiores de aceitação.

2 – Existe uma alta fidelidade da consumidora no e-commerce de nicho?

Com certeza! Essa fidelidade se torna duradoura quando é conquistada de forma espontânea através de um conjunto de fatores, como identificação com a essência da marca, acessibilidade de acesso a compra, comprometimento na logística, produtos de qualidade e produtos que trazem soluções e praticidade para a vida do cliente.

3 – Como vocês definiram qual nicho focar?

Eu, Fabiola sou cacheada, então foi através das dificuldades pessoais em encontrar produtos para meus cachos, com a qualidade, atendimento e velocidade desejada que surgiu a ideia inicial.

4 – Existe concorrência com o varejo físico? E os cabelereiros?

Existe sim, mas ao mesmo tempo também acreditamos que um pode fortalecer o outro. Há muitos produtos de consumos periódicos, e o consumidor pode variar os meios de compras, ora varejo físico, ora online.

5 – Como se diferenciar de lojas e e-commerces generalistas?

Tendo uma estratégia de marketing bem definida e objetiva, com constante inovação em buscas de soluções para seu nicho e principalmente com foco na humanização da marca.

6 – Os esforços de marketing são mais focados? Isso permite custos menores nesse departamento?

Acaba sendo mais focado, mas isso não faz reduzir o custo. É preciso encontrar as pessoas, atraí-las, mas principalmente fidelizá-las. Então desde a geração de conteúdo à anúncios é preciso ser de forma contínua, com qualidade e por profissionais qualificados.