Acompanhe:

Vacina da Pfizer-BioNTech é segura em crianças de 5 a 11 anos, diz estudo

A vacina contra covid gerou a mesma resposta imunológica observada anteriormente em jovens de 16 a 25 anos

Modo escuro

Continua após a publicidade
 (Dado Ruvic/Reuters)

(Dado Ruvic/Reuters)

D
Da redação, com agências

Publicado em 20 de setembro de 2021 às, 08h06.

Última atualização em 20 de setembro de 2021 às, 08h23.

A Pfizer e a BioNTech anunciaram segunda-feira, 20, que sua vacina contra covid-19 induziu uma resposta imune robusta em crianças de 5 a 11 anos. As empresas também planejam pedir autorização para usar a vacina em crianças nessa faixa etária nos Estados Unidos, Europa e outros lugares o mais breve possível.

As empresas disseram que a vacina gerou uma resposta imunológica em crianças de 5 a 11 anos em seu ensaio clínico de fase dois e três que correspondeu ao que eles haviam observado anteriormente em jovens de 16 a 25 anos. O perfil de segurança também foi geralmente comparável ao da faixa etária mais velha, eles disseram.

"Desde julho, os casos pediátricos de covid-19 aumentaram cerca de 240 por cento nos EUA — enfatizando a necessidade de vacinação da saúde pública", disse o presidente-executivo da Pfizer, Albert Bourla, em um comunicado à imprensa.

"Os resultados desses testes fornecem uma base sólida para buscar a autorização de nossa vacina para crianças de 5 a 11 anos de idade, e planejamos submetê-los ao FDA e outros reguladores com urgência."

Alguns países já estão aplicando vacinas em crianças menores de 12 anos. Entre eles, Chile, China, Cuba, El Salvador e Emirados Árabes. Cuba usa sua vacina nacional, a Soberana; o Chile tem aplicado a vacina chinesa Sinovac; já a China tem utilizado Sinovac e Coronavac. Na Europa, a vacina da Pfizer, assim como a da Moderna, estão aprovadas para jovens de 12 a 15 anos.

No Brasil, o Instituto Butantan entrou em julho com pedido na Anvisa para ampliar a faixa etária de vacinação da Coronavac para crianças e adolescentes de 3 a 17 anos. Para isso, enviou dados de estudo feito na China que mostram ser a vacina eficaz nesta faixa etária. Em agosto, a Anvisa rejeitou o pedido, alegando incerteza sobre a duração da proteção e ausência de dados que permitisse avaliar eficácia em grupos com comorbidades.

Últimas Notícias

Ver mais
Telescópio James Webb pode ter descoberto mistério de supernova de 1987
Ciência

Telescópio James Webb pode ter descoberto mistério de supernova de 1987

Há 2 dias

Qual é a origem da Lua? Agência espacial do Japão diz ter pistas
Ciência

Qual é a origem da Lua? Agência espacial do Japão diz ter pistas

Há 2 dias

Empresa dos EUA consegue levar sonda à superfície da Lua após 52 anos
Ciência

Empresa dos EUA consegue levar sonda à superfície da Lua após 52 anos

Há 3 dias

12 anos da missão Juno: veja imagens impressionantes de Júpiter capturadas pela Nasa
Ciência

12 anos da missão Juno: veja imagens impressionantes de Júpiter capturadas pela Nasa

Há 3 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais