Lua de Marte pode revelar segredos sobre o planeta vermelho

Os cientistas apontam que a Fobos orbita em uma corrente carregada de átomos e moléculas que viajam para fora da atmosfera de Marte. O que isso quer dizer sobre o planeta?

Um novo estudo divulgado pela Nasa aponta que a lua Fobos, de Marte, pode revelar segredos sobre o passado do planeta vermelho. De acordo com os pesquisadores, analisar o solo do satélite marciano poderia revelar informações importantes sobre a evolução da atmosfera do planeta.

Os cientistas apontam que a Fobos orbita em uma corrente carregada de átomos e moléculas que viajam para fora da atmosfera de Marte. Grande parte dessas partículas carregadas, ou íons, de oxigênio, carbono, nitrogênio e argônio, estão escapando Marte por bilhões de anos enquanto o planeta tem mudado sua atmosfera. Alguns íons, de acordo com os cientistas, têm colidido na superfície de Fobos, que podem ter sido preservados na camada superior.

Marte, muito tempo atrás, já teve uma atmosfera espessa o suficiente para suportar água líquida em sua superfície. Estimativas atuais apontam que o planeta vermelho é apenas 1% tão denso quanto a Terra.

"Sabemos que Marte perdeu a sua atmosfera para o espaço, e sabemos que boa parte dela foi parar em Fobos", afirmou Quentin Nénon, cientista na Universidade da Califórnia em Berkeley, e autor do estudo, à Nasa.

A Nasa ainda explica que Fobos é uma das duas luas de Marte, sendo que a segunda é chamada de Deimos. O satélite principal, por sua vez, orbita muito próximo do planeta (quase 60x mais perto do que a Lua orbita a Terra) e é 100 vezes menor em diâmetro do que a nossa Terra.

Ninguém sabe de onde vieram as luas de Marte – as teorias sugerem que elas podem ter sido asteróides atraídos pela gravidade marciana, ou satélites naturais que estavam na mesma nuvem que criou o planeta. Uma das outras teorias sugere que elas foram formadas de detritos que aumentaram sua velocidade quando o planeta colidiu com algo – uma hipótese similar a de como a nossa Lua foi formada.

É por isso que a Japan Aerospace Exploration Agency está preparando enviar uma missão de exploração marciana para Fobos em 2024, com o objetivo de coletar as primeiras amostras da lua e deixá-las na Terra.

"Com uma amostra do lado mais próximo da Fobos nós vamos poder ver um arquivo da atmosfera de Marte no passado", afirmou Nénon. "Isso nas partes superficiais dos grãos. Com grãos de maior profundidade, poderemos ver a composição primitiva da Fobos."

Os mistérios de Marte continuam – mas Fobos pode ser um pequeno passo para descobrir mais sobre o planeta.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.