Carreira

Usar este método no currículo pode ajudar chamar a atenção dos recrutadores

O chamado método F busca chamar a atenção do recrutador logo no topo da primeira página

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 4 de junho de 2024 às 08h57.

Última atualização em 6 de junho de 2024 às 01h00.

Você conhece o método F? Ele é uma forma de organizar seu currículo para que o recrutador possa ler as partes mais importantes logo de cara.

Segundo o Business Insider, a ideia por trás dessa estrutura é ajudar alguém que analisa seu currículo a descobrir o que há de bom imediatamente. Isso ocorre porque os recrutadores podem gastar apenas alguns segundos examinando seu histórico de trabalho e outras realizações, e você precisa ter certeza de que realmente se destaca.

O topo de um currículo construído em torno do método F deve incluir informações essenciais sobre o valor que você agrega: detalhes como quem você é profissionalmente, em que área sua especialização está e em quais setores você trabalhou. Isso geralmente é importante quando os recrutadores estão tentando preencher funções técnicas.

E por que "F"? Porque o recrutador vai passar o olho logo no topo do seu currículo (a parte de cima da letra) e vai descendo o olhar para palavras-chave que chamem a atenção (o corpo da letra).

Montar seu currículo com o método F pode significar uma ruptura com os formatos tradicionais, como listar sua experiência profissional em ordem cronológica inversa, o que pode surpreender alguns.

Um dos objetivos do seu currículo deve ser garantir que ele possa ser facilmente lido pelo software de rastreamento de candidatos que as empresas costumam usar para examinar os formulários de emprego. Outro objetivo deve ser ter títulos de seção claros para que o documento seja fácil de navegar para o recrutador. Destaque coisas como experiência profissional relevante para a função que você está procurando.

Segundo o Business Insider, um bom currículo produzido pelo método F deve incluir três breves exemplos na primeira página sobre como você resolveu um problema. Para fazer isso, descreva uma situação, dê contexto e use métricas do negócio, se possível, para demonstrar como você melhorou uma situação.
É uma versão abreviada da técnica STAR, às vezes usada em entrevistas, e envolve a descrição de uma situação ou tarefa, ações e resultados.

Alguns especialistas alertam que as ferramentas de inteligência artificial que fazem uma primeira análise numa pilha de currículos podem tornar a ideia do método F um tanto discutível, já que os bots podem recolher enormes volumes de informação.

Acompanhe tudo sobre:CurrículosModelos de currículoGuia de Carreira

Mais de Carreira

A Cultura do Excesso Corporativo: Ela pode estar na sua empresa e você nem sabe; conheça os sinais

O que é quiet vacationing? Trabalhadores têm tirado folgas 'escondidas'

Dia Mundial do Refugiado: O que podemos aprender com os que chegam?

Quais são os jargões mais utilizados no mundo corporativo?

Mais na Exame