Twitter avisa que funcionários podem fazer home office para sempre

A pandemia do coronavírus vai acabar, mas não o home office para os funcionários do Twitter

Twitter: os funcionários podem não voltar aos escritórios (Kacper Pempel/Illustration/Reuters)

Twitter: os funcionários podem não voltar aos escritórios (Kacper Pempel/Illustration/Reuters)

Luísa Granato

Luísa Granato

Publicado em 12 de maio de 2020 às 15h48.

Última atualização em 12 de maio de 2020 às 15h56.

Depois de colocar todos os colaboradores em home office, as empresas agora se perguntam: quando retornar para o escritório?

Aos seus funcionários, o Twitter já deu a resposta: para alguns, nunca.

Em e-mail interno nesta terça-feira, 12, o CEO da rede social, Jack Dorsey, informou que, mesmo após o fim da pandemia do coronavírus, a possibilidade de trabalhar em casa será permanente para aqueles que preferirem o modelo e estiverem em cargos que permitam o trabalho remoto.

O CEO também avisou que é improvável que os escritórios do Twitter voltem a funcionar antes de setembro e que, com poucas exceções, as viagens a trabalho também estavam canceladas até lá.

Outras empresas de tecnologia, como o Facebook e o Google, têm encontrado dificuldades para prever quando retornarão para os escritórios. As duas companhias afirmaram que a maioria dos colaboradores ficarão em casa até 2021. A Amazon colocou um prazo até, pelo menos, outubro desse ano.

Mais de Carreira

Como tirar o visto americano: guia prático e completo

O que é a avaliação de desempenho e quais são as principais formas de aplicá-la?

Vivo abre 500 vagas para programa de estágio sem exigência do inglês e com 3 dias de home office

Quer ser um “chef”? Nestlé abre mil vagas em curso gratuito de gastronomia; veja como participar

Mais na Exame