Texto dissertativo-argumentativo: professor dá dicas para a redação

No texto dissertativo-argumentativo são discutidos assuntos socialmente relevantes — e é a base da prova de redação do Enem
Como escrever bem? Dedicando-se às aulas, às leituras e à gramática da Língua Portuguesa (Maica/Getty Images)
Como escrever bem? Dedicando-se às aulas, às leituras e à gramática da Língua Portuguesa (Maica/Getty Images)
D
Diogo Arrais, professor de português (@diogoarrais)

Publicado em 19/04/2022 às 18:06.

Última atualização em 19/04/2022 às 18:22.

Diogo Arrais, professor de português (@diogoarrais)

Ao se redigir um texto dissertativo-argumentativo, é importante que o escritor tenha como meta: a tese altera o comportamento do leitor; os exemplos utilizados demonstram conhecimento maduro diante do tema proposto; os parágrafos não apresentam apenas obviedades.

Últimos dias! Garanta o seu lugar entre as melhores do Brasil, entre no Ranking Negócios em Expansão 2022

Como se sabe, na maioria das provas, há um número mínimo e um número máximo de linhas. Por isso, treinar é fundamental.

Para a devida comprovação

Nomes de autores, referências a estudos consagrados, exposições de obras respeitadas geram um valor muito alto à tese: não há um bom trabalho sem pesquisa.

Candidatos com pouca prática têm a característica da "invenção" de opiniões, com uso deselegante da primeira pessoa, somados à aproximação da língua falada. Em um tema sobre Ética, é comum este fraco desenvolvimento: "Nós sabemos que a ética no Brasil é uma coisa complicada de se ver."

Como encerrar a ideia

Um bom encerramento, em princípio, conta com o poder de síntese do que foi apresentado, somado a uma solução do problema. No geral, há uma polêmica, um enigma, exposto pela banca examinadora.
Essa solução precisa ser coerente, para dar mais autoridade à escrita do candidato.

Dúvida do leitor

Ao se usar o termo prevenção, registra-se a preposição “contra” ou “de”?

"Medicamento de prevenção contra a gripe."
"Não conseguia ocultar sua prevenção da doença."

Essa preferência regencial atualizada do Aulete está pelo seu significado primário: "contra - em oposição, em combate a: ação contra a violência; campanha contra as drogas."
Acho muito válida a valorização da semântica (sentido) da preposição "contra" diante de expressões como "vacina contra a gripe", "alarme contra incêndio".
Prefiro - como a leitora citada no início deste texto - a expressão "prevenção contra o suicídio", mas não se pode afirmar sobre a inexistência de "prevenção do suicídio" (assim como comprovam as fontes respeitadíssimas Luft, Aulete, Houaiss, Fernandes).

Um grande abraço, até a próxima e inscreva-se no meu canal!

DIOGO ARRAIS
http://www.ARRAISCURSOS.com.br
YouTube: MesmaLíngua
Professor de Língua Portuguesa
Fundador do ARRAIS CURSOS

Dicas de carreira, vagas e muito mais

Você já conhece a newsletter da EXAME Academy? Você assina e recebe na sua caixa de entrada as principais notícias da semana sobre carreira e educação, assim como dicas dos nossos jornalistas e especialistas.

Toda terça-feira, leia as notícias mais quentes sobre o mercado de trabalho e fique por dentro das oportunidades em destaque de vagas, estágio, trainee e cursos. Já às quintas-feiras, você ainda pode acompanhar análises aprofundadas e receber conteúdos gratuitos como vídeos, cursos e e-books para ficar por dentro das tendências em carreira no Brasil e no mundo.

Inscreva-se e receba por e-mail dicas e conteúdos gratuitos sobre carreira, vagas, cursos, bolsas de estudos e mercado de trabalho.