Acompanhe:
seloCarreira

Quais foram os 10 idiomas mais estudados no mundo neste ano, segundo ranking do Duolingo

Brasileiro ajudam o coreano a subir no ranking e a guerra na Ucrânia continua a influenciar o estudo de idiomas

Modo escuro

Continua após a publicidade
O português finalmente entrou para a lista do top 10 dos idiomas mais estudados no mundo (Divulgação: Nadezhda Buravleva/Getty Images)

O português finalmente entrou para a lista do top 10 dos idiomas mais estudados no mundo (Divulgação: Nadezhda Buravleva/Getty Images)

Good Morning! Buongiorno! Bon Jour! 좋은 아침이에요. Qual desses “bom dia” você já estudou por meio do aplicativo Duolingo? Para qual finalidade? Segundo o Relatório de Idiomas Duolingo 2023 o inglês ainda segue sendo o idioma mais estudado do mundo, mas neste ano o coreano passou o italiano e o português finalmente entrou para a lista do top 10 dos idiomas mais estudados no mundo.

O relatório inclui informações sobre as pessoas que utilizaram o Duolingo entre 1º de outubro de 2022 e 30 de setembro de 2023.

Veja abaixo os idiomas que foram destaques no levantamento do aplicativo deste ano:

O inglês segue no topo

Como já era de se esperar, a língua inglesa continua sendo a mais estudada do planeta. Este ano, ela ficou no topo do ranking em 122 países — 3 a mais que no ano passado —, porque entraram na lista o Afeganistão, as Maldivas e Malta.

Em muitas partes do mundo, o domínio do inglês é importante para o sucesso educacional e econômico, e os asiáticos se dedicam muito a complementar a educação aprendendo esse idioma. Inclusive uma grande porcentagem das pessoas que estudam a língua inglesa na Índia (40%), Vietnã (50%) e China (54%) relatam que a educação é o motivo principal para isso. E, entre os maiores mercados, os alunos de inglês da Índia são os que completam mais lições por dia.

O coreano pula para 6º no ranking mundial 

Em 2023, o coreano tomou o lugar do italiano no top 10 global, chegando ao 6º lugar. Esse idioma está no top 10 de alguns dos maiores países do mundo, como o Brasil, EUA e Índia — nação em que o aprendizado de coreano cresceu 75% em comparação ao ano passado.

O português entra no top 10

No primeiro semestre, o português destronou o russo do 10º lugar da lista de idiomas mais populares. Isso reflete duas grandes mudanças culturais: o interesse no russo diminuiu em vista da guerra na Ucrânia, e o interesse no Brasil e em Portugal aumentou, especialmente para viagens.

Aliás, se conectar com pessoas (23%) e se preparar para viajar (18%) são as maiores razões para o aprendizado do português, e 72% dos alunos que estão começando a estudar agora têm menos de 30 anos.

Além disso, o português é um curso popular entre os vizinhos do Brasil: é o segundo idioma mais estudado na Bolívia, Venezuela, Paraguai e Uruguai. Os dois últimos são os que demonstram o maior interesse em português no mundo, com cerca de 1 em cada 5 paraguaios e uruguaios estudando essa língua.

A guerra na Ucrânia continua influenciando o aprendizado de idiomas

As pessoas continuaram estudando ucraniano de maneira constante na maior parte de 2023, como forma de mostrar solidariedade. Dos novos alunos do Duolingo no mundo todo, 37% estão aprendendo essa língua para se conectar com outras pessoas. É uma proporção bem mais alta que a de outros idiomas — por exemplo, só 17% dos alunos de inglês e 18% dos de francês têm essa motivação. Em 2023, os países com mais alunos de ucraniano foram os EUA, Polônia, Reino Unido, Rússia e Ucrânia. Os alunos da Austrália foram os mais dedicados (com base no tempo de estudo), seguidos dos canadenses e finlandeses.

Os ucranianos entram na lista de alunos mais dedicados

Belarus, Japão, Hungria, Rússia e Ucrânia tiveram os alunos mais dedicados de 2023. A lista traz duas mudanças notáveis: o Japão caiu para o 2º lugar e a Ucrânia subiu para o 5º. Esses países tiveram a maior média de tempo de estudo.

Diferenças geracionais: o que e como os grupos estudam

No mundo todo, a geração Z tem escolhido idiomas por razões pessoais, seja para mostrar solidariedade política ou para complementar os seus interesses, e isso levou a um crescimento na procura por idiomas menos estudados. Por exemplo, mais da metade dos alunos de ucraniano são dessa geração, e o crescimento de línguas asiáticas também é encabeçado pelos jovens: 86% dos alunos de japonês e 76% dos alunos de chinês têm menos de 30 anos.

Enquanto as novas gerações querem variações no conteúdo que estudam, os mais maduros estão mostrando a que vieram com a força dos seus hábitos: as ofensivas, (que são o número de dias seguidos em que você completou uma lição), no caso dos boomers são mais longas que as de todas as outras gerações, e mesmo aqueles com ofensivas novas têm menos chances de perdê-las em comparação à geração Z.

O sueco não é mais o idioma mais estudado na Suécia

Pela primeira vez desde que o Duolingo começou a coletar os dados, o sueco perdeu o primeiro lugar na Suécia. Agora, o idioma mais estudado no país é o espanhol (o sueco vem em segundo).

Da mesma forma, o dinamarquês era o segundo idioma mais estudado na Dinamarca, mas este ano os mais estudados foram espanhol e alemão.

Os poliglotas da Alemanha ultrapassam os do Reino Unido

Ano passado, os países com a maior porcentagem de pessoas estudando 3 ou mais idiomas foram a Finlândia e o Reino Unido, mas este ano os alemães passaram na frente dos seus colegas britânicos e garantiram a medalha de prata.

Ranking Duolingo dos idiomas mais populares em 2023:

  • 1ª: Inglês
  • 2º: Espanhol
  • 3º: Francês
  • 4º: Alemão
  • 5º: Japonês
  • 6º: Coreano
  • 7º: Italiano
  • 8º: Híndi
  • 9º: Chinês
  • 10º: Português

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Ata: o que é, como fazer, exemplos
seloCarreira

Ata: o que é, como fazer, exemplos

Há 15 horas

Pretensão Salarial: o que é, como definir e o que colocar no currículo
seloCarreira

Pretensão Salarial: o que é, como definir e o que colocar no currículo

Há 2 dias

Aprendizado Passivo: como refinar o seu consumo de inglês sem a prática?
seloCarreira

Aprendizado Passivo: como refinar o seu consumo de inglês sem a prática?

Há 2 dias

As lições de um empresário que largou a CLT e deve faturar R$ 25 milhões com moda e viagem
seloCarreira

As lições de um empresário que largou a CLT e deve faturar R$ 25 milhões com moda e viagem

Há 4 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais