Carreira

“Segue anexo” ou “Segue em anexo”: qual é a forma correta para usar no e-mail?

Conheça mais sobre as expressões e evite erros comuns de comunicação

Ao redigir e-mails corporativos, lembre-se de ser direto e nomear os arquivos de maneira clara (SEAN GLADWELL/Getty Images)

Ao redigir e-mails corporativos, lembre-se de ser direto e nomear os arquivos de maneira clara (SEAN GLADWELL/Getty Images)

Publicado em 23 de maio de 2024 às 09h54.

Tudo sobreGuia de Carreira
Saiba mais

Na comunicação corporativa, a clareza e a precisão são essenciais. Uma dúvida comum ao enviar documentos por e-mail é sobre a forma correta de usar as expressões “segue anexo” ou “segue em anexo”. Ambas são frequentemente utilizadas, mas existe uma forma preferível de se comunicar?

A escolha entre “segue anexo” e “segue em anexo” pode parecer sutil, mas tem implicações na clareza e na correção gramatical do seu e-mail. Usar a forma correta não apenas demonstra seu domínio da língua portuguesa, mas também contribui para uma comunicação mais profissional. Confira agora mais detalhes sobre qual das duas expressões é a mais adequada e o motivo.

Qual é a forma correta?

A expressão “segue anexo” é gramaticalmente correta e amplamente aceita. A palavra "anexo" funciona como um adjetivo, qualificando o substantivo implícito "documento" ou "arquivo". Por exemplo, “Segue anexo o relatório solicitado.”

Por que evitar “segue em anexo”?

Embora “segue em anexo” seja comumente usada, ela é menos recomendada. O uso de "em anexo" pode ser considerado redundante ou desnecessário, pois "anexo" por si só já indica que o documento está sendo enviado junto com o e-mail.

Dicas para a redação de e-mails corporativos

  1. Seja claro e direto: Ao enviar documentos por e-mail, prefira a expressão “segue anexo” para manter a clareza e a objetividade. Exemplos de uso correto incluem: “Segue anexo o contrato para sua revisão” ou “Segue anexo o relatório de desempenho do mês.”
  2. Utilize um vocabulário apropriado: Além de escolher a expressão correta, é importante usar um vocabulário formal e adequado ao contexto corporativo. Evite abreviações ou termos informais que possam comprometer a compreensão do conteúdo.
  3. Verifique os anexos: Antes de enviar o e-mail, sempre confirme que os documentos mencionados estão realmente anexados. Esquecer de anexar o arquivo pode causar confusão e atrasos.
  4. Formato e nomeação dos arquivos: Nomeie os arquivos de forma clara e objetiva, facilitando o acesso e a identificação pelo destinatário. Por exemplo, “Relatório_Financeiro_Maio_2024.pdf” é mais informativo do que apenas “Relatório.pdf”.

Preste atenção nas melhores práticas para escrever um email

A forma mais recomendada e gramaticalmente correta para indicar que um documento está sendo enviado com o e-mail é “segue anexo”. Essa escolha contribui para uma comunicação mais clara e profissional. Ao redigir e-mails corporativos, lembre-se de ser direto, verificar os anexos e nomear os arquivos de maneira clara para garantir que sua mensagem seja eficaz e bem recebida.

Leia também

Acompanhe tudo sobre:dicas-de-carreiraGuia de Carreira

Mais de Carreira

O que é quiet vacationing? Trabalhadores têm tirado folgas 'escondidas'

Dia Mundial do Refugiado: O que podemos aprender com os que chegam?

Quais são os jargões mais utilizados no mundo corporativo?

O que o estagiário recebe quando acaba o contrato?

Mais na Exame