Carreira

Como está sua marca pessoal? Especialista dá 5 dicas para você ser mais reconhecido na carreira

De profissionais liberais a executivos, todos estão apostando no conceito de "branding pessoal" para alavancar reputação, atrair negócios e influenciar pessoas

Renata Vegha, da Farol RV: Nesta Economia Digital em que vivemos, a construção da marca pessoal de um profissional faz toda a diferença na sua carreira  (Renata/Divulgação)

Renata Vegha, da Farol RV: Nesta Economia Digital em que vivemos, a construção da marca pessoal de um profissional faz toda a diferença na sua carreira (Renata/Divulgação)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 1 de maio de 2024 às 08h00.

Última atualização em 2 de maio de 2024 às 14h07.

Tudo sobredicas-de-carreira
Saiba mais

Por Renata Vegha, Estrategista de Carreira e Marca Pessoal e Fundadora da Farol RV

Nike, Apple, Microsoft, Coca-Cola, Itaú… o que algumas das marcas mais valiosas do mundo têm em comum? Por que essas grandes empresas conseguiram, ao longo dos anos de atuação, criar marcas fortes, memoráveis, que funcionam como verdadeiros ímas de atração de consumidores, despertando desejo, admiração, paixão, fidelidade e até afeto?

A resposta não está apenas na qualidade e pertinência de seus produtos e serviços na vida dos consumidores; mas, sim, na capacidade que todas elas tiveram – e continuam tendo– de gerir com excelência a imagem de suas marcas. Todas elas tornaram-se sinônimo da categoria de mercado em que atuam, sinônimo do que há de melhor naquele determinado segmento de produto ou de serviço.

Assim é com a nossa marca pessoal. Uma marca bem pensada e cuidada é a alma do negócio – e não importa se essa marca é uma pessoa ou uma empresa. Nesta Economia Digital em que vivemos, a construção da marca pessoal de um profissional faz toda a diferença na sua carreira.

É preciso ter conteúdo e verdade

"O eixo comum entre marcas, as relações de mercado, consumo e trabalho são pessoas. Pessoas que inspiram outras pessoas a consumirem aquele determinado produto ou serviço; por isso os influenciadores são tão importantes para as estratégias de comunicação e vendas de anunciantes. Por esse mesmo motivo, temos visto empresas investindo no posicionamento pessoal de seus executivos. Portanto, a mensagem é: posicionamento e investimento na sua marca pessoal são fundamentais, mas vão além da sua imagem; é preciso ter conteúdo e verdade.

Em um cenário tão adverso e complexo em competitividade para profissionais de qualquer área, se posicionar publicamente por meio da marca pessoal se tornou um diferencial de mercado.

Profissionais liberais de todas as áreas, speakers, executivos e influenciadores digitais estão apostando no conceito de "branding pessoal" para alavancar reputação, atrair clientes e trabalhos e influenciar pessoas.

As 5 dicas para ter uma marca pessoal de sucesso

E você, como anda a construção da sua marca pessoal? A seguir, veja 5 dicas de como ter uma marca pessoal de sucesso:

  • Autoconhecimento: Conhecer profundamente as suas fortalezas, fraquezas e oportunidades é o primeiro passo para conseguir criar uma marca pessoal forte. Identificar o seu diferencial e apropriar-se dele é uma ferramenta que lhe trará insumos que, combinados, ninguém possui. Comece fazendo as seguintes perguntas: no que você é notoriamente bom, a ponto de se diferenciar? Como quer impactar outras pessoas? Qual é a diferença que você quer fazer no seu meio profissional?
  • Autenticidade: A sua verdade seduz sem querer. E isso é muito poderoso quando falamos de marca pessoal. Há em você um tesouro escondido, algo que absolutamente ninguém possui – carisma, timidez, um ar de mistério, confiança…? Reflita, descubra o que é, se agarre nisso e invista nesse poder na sua comunicação pessoal. A sua autenticidade e traços próprios de personalidade certamente irão atrair a atenção de seus interlocutores. Descobrir a sua autenticidade requer autoconhecimento, mas vai lhe garantir colocar esforços no seu comportamento genuíno e verdadeiro. Busque se destacar na sua área pela autenticidade e personalidade própria. Deixe os seus diferenciais falarem por você.
  • Domínio do que se gosta: Sabe aquele assunto que você poderia ficar horas lendo, conversando e pesquisando? Domine-o. Questione e entenda as variáveis que ele possui. Isso lhe trará repertório e fluidez para manifestar a sua marca pessoal. Isso vai conduzir a sua reputação e o algoritmo da sua vida. A pergunta que você deve se fazer é: Que tipo de conteúdo eu domino e que posso ter autoridade para ajudar outras pessoas?
  • Foco e Objetivo: Manter uma coerência entre aquilo que se deseja, o que se acredita e onde quer chegar é fundamental para garantir um trabalho consistente e alinhado com a sua marca pessoal. Dificilmente haverá distanciamento entre “crachá e vida pessoal”. Por isso, o todo precisa ter força para ter uma comunicação assertiva e alinhada. Defina o seu objetivo para com a sua marca pessoal e reforce-o todos os dias. Não se distraia; persiga aquela imagem que quer construir.
  • Imagem e Presença: Falando em imagem, a sua imagem pessoal precisa ser coerente com a sua personalidade, a mensagem que você quer passar e a autoridade que almeja ter sobre aquele determinado conteúdo ou área do conhecimento. Portanto, a sua postura precisa combinar com o seu vestuário, com o seu jeito de falar, com o seu repertório de palavras, com os seus gestos, com a sua trajetória pessoal e profissional… Se há uma imagem que não é coerente com a fala, ou pior, se há ruído de comunicação, aquilo que se quer falar, por vezes, pode perder até 60% da força e objetivo de intenção.
Acompanhe tudo sobre:dicas-de-carreiraSucessoImagem

Mais de Carreira

Quais são os benefícios de um estagiário?

Quais são os direitos de um estagiário?

BAT Brasil abre programa de trainee com desenvolvimento global e salário inicial de R$ 10 mil

A Cultura do Excesso Corporativo: Ela pode estar na sua empresa e você nem sabe; conheça os sinais

Mais na Exame